Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Certificado de Responsabilidade Social

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

sábado, 8 de setembro de 2018

"Daciolo anuncia jejum de 21 dias em nome da “vitória para a nação”

Cabo DacioloPresidenciável do Patriota, o deputado federal Cabo Daciolo (RJ) resolveu entrar em jejum em nome da "vitória para a nação". O comunicado (leia íntegra abaixo) foi feito por meio do Facebook, do Twitter e do Instagram do parlamentar nesta sexta-feira de feriado de 7 de setembro, e já movimenta as redes sociais. "Tomamos a iniciativa de entrar num propósito de oração e jejum durante 21 dias iniciado no dia 5 de setembro, por entender que só DEUS pode dar VITÓRIA para a NAÇÃO…", escreveu o candidato, que tem surpreendido o eleitorado com ações e declarações incomuns (leia mais abaixo).
"Creio com toda a segurança que nossa batalha se trava no mundo espiritual e exige de nós postura aguerrida contra todos os dardos inflamados do inimigo", acrescenta o deputado.
O anúncio gerou todo tipo de reação. No Facebook, que privilegia textos mais longos, emojis de raiva, risos, espanto, "amei" e "triste" se multiplicam. Nessa rede social, a grande maioria manifesta apoio à iniciativa do candidato. Um dos internautas até reproduz algumas das entidades fictícias recorrentemente citadas por Daciolo.
"Pelo fim dos Iluminates [sic]!!! Pelo fim da conspiração extraterrestre e da conspiração maçônica!! Pelo fim da URSAL!!!", diz um dos seguidores do deputado evangélico, Carlos Alberto Junior. O internauta se refere erroneamente aos "Illuminati", uma sociedade secreta supostamente fundada em maio de 1776, e à "União das Repúblicas Socialistas da América Latina", uma entidade fictícia que teria ligação com o Foro de São Paulo – esta, sim, uma conferência de organizações de esquerda realmente criada em 1990 a partir de um seminário internacional do PT. Daciolo levou a internet ao delírio ao mencionar a Ursal para um atônito Ciro Gomes (PDT) em 10 de agosto, durante debate na TV Bandeirantes.No Twitter, a rede social mais "nervosa" e palco de grandes debates virtuais, o limite de 240 caracteres não inibiu a verve dos internautas, simpatizantes ou não de Daciolo, "Que o senhor não tem inteligência emocional isso já era público e notório. Em um eventual 'governo Daciolo', o senhor iria 'subir ao monte e jejuar' para tomar alguma decisão? Pare de usar o Santo Nome de Deus em vão. São pessoas fanáticas como o senhor que destroem este país", recamou o internauta José Luiz.
Já no Instagram, mídia social que prioriza imagens, o anúncio do jejum também está pegando fogo. E, a exemplo do que se vê no Facebook, os apoiadores do deputado são maioria. "JUNTOS SOMOS [mais] FORTES, NENHUM PASSO DAREMOS ATRÁS E DEUS ESTÁ NO CONTROLE.", escreveu, assim mesmo em caixa alta, o internauta Matheus Haggy, repetindo o mantra com que Daciolo encerra seus discursos no plenário da Câmara.
Ursal e morro do louvor
Evangélico e bombeiro militar do Rio de Janeiro, o deputado tem causado surpresa em suas aparições, dentro ou fora do noticiário tradicional. Acostumado a circular pela Câmara com uma bíblia debaixo do braço e a fazer orações na tribuna do plenário, ele recentemente subiu a um morro e, dizendo-se ameaçado de morte por entidades metafísicas e com críticas aos Illuminati, anunciou um retiro para orações.
"Estou no monte, onde estou orando, jejuando. Essa guerra está no plano espiritual. [...] A estratégia que Deus nos deu é ficar no monte, orando. Por que, Daciolo? Porque vão tentar me matar. Eles querem me matar. Mas aqui não toca. Só com autorização divina", prega o parlamentar-candidato, em vídeo de cerca de 15 minutos divulgado por sua equipe.
Em 11 de julho, Daciolo utilizou a tribuna do plenário da Câmara para profetizar a “cura”, segundo ele, da deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP), cadeirante há mais de 20 anos. De bíblia em punho, o deputado prometeu fazer com que a deputada, tetraplégica desde 1994 em razão de um grave acidente de automóvel, voltasse a andar.“O que vou falar aqui vai parecer loucura para muitos, mas eu prefiro a loucura de Deus do que a sabedoria dos homens”, afirmou no começo do discurso. Ele contou que há dois anos ouve um pedido de Deus para conversar com a deputada. “Mas eu me acovardei e não pronunciei o que Deus estava mandando eu falar para ela. E Deus fez com que ela aparecesse no corredor. E ele me disse: fala com ela agora!”, prosseguiu.
Mas foi naquele 10 de agosto, na Band, que o deputado roubou mesmo a cena. Era o primeiro debate entre presidenciáveis na TV aberta em 2018. No final daquela noite de quinta-feira, Daciolo tirou o marasmo do programa e, com discurso religioso e a todo momento falando "em glória e honra de nosso senhor Jesus Cristo", surpreendeu Ciro Gomes, o candidato do PDT, e disparou, para espanto do interlocutor – e interrogações de todos:
"Ciro, o senhor é um dos fundadores do Foro de São Paulo. O senhor pode falar aqui para a população brasileira sobre o 'Plano Ursal'. O que o senhor tem a dizer sobre a 'União das Repúblicas Socialistas Latinoamericanas? Tem algo a dizer para a nação brasileira?", quis saber o parlamentar. A fala já entrou para a antologia dos momentos inesquecíveis de eleições presidenciais brasileiras.
Leia a íntegra do anúncio sobre o jejum:
NOTA OFICIAL
Tomamos a iniciativa de entrar num propósito de oração e jejum durante 21 dias iniciado no dia 5 de setembro, por entender que só DEUS pode dar VITÓRIA para a NAÇÃO BRASILEIRA. Creio com toda a segurança que nossa batalha se trava no mundo espiritual e exige de nós postura aguerrida contra todos os dardos inflamados do inimigo.
Nesse período estarei nos montes, em razão da natureza singular da causa. Agradeço a compreensão da imprensa e voltaremos a conceder entrevistas e entrar nos debates a partir do término dos 21 dias de jejum e oração pela nossa NAÇÃO e por Jair Bolsonaro, a quem desejo pronta recuperação, lembrando mais uma vez que a nossa luta não é contra pessoas, mas contra potestades.
"Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo, pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz. Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno. Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos," Efésios 6:10-18
CABO DACIOLO 51
JUNTOS SOMOS FORTES
NEM UM PASSO DAREMOS ATRÁS
DEUS ESTÁ NO CONTROLE
Fábio Góis Repórter do Congresso em Foco desde 2007, atuou antes como jornalista de cultura e assessor de imprensa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), entre outras instituições. Em 2014, integrou a equipe do Broadcast Político, serviço de reportagem em tempo real do jornal O Estado de S. Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário