Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Certificado de Responsabilidade Social

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

"SAÚDE: Maluf comemora retorno de transplantes de rim pelo SUS em Mato Grosso"

Após 15 anos, o estado voltará a realizar o procedimento no Hospital Santa Rosa. O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) comemorou a publicação, nesta quinta-feira (06), da Portaria nº 1.391, de 3 de setembro, que autoriza a realização de transplantes de rim em Mato Grosso pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A Portaria foi publicada no Diário Oficial da União e concede autorização para realização do procedimento no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá. Segundo Maluf, que é médico, o estado de Mato Grosso não realizava transplantes de rim há 15 anos e os pacientes renais precisavam se deslocar a outros estados para fazer a cirurgia.
“Hoje é uma data histórica para a saúde de Mato Grosso. Após 15 anos sem fazer transplantes renais, hoje temos autorização para voltar a realizar o procedimento no estado. Hoje há mais de 300 pessoas aguardando transplante de rim em Mato Grosso. São pacientes renais crônicos, que passam por uma angústia muito grande de ter que fazer hemodiálise todos os dias. Foi uma luta muito grande. Estou muito feliz e quero agradecer a todos que nos ajudaram a retomar esse sonho. Muito obrigado”, declarou o parlamentar.
O presidente da Associação dos Pacientes Renais e Transplantados de Mato Grosso (APRET/MT), Carlos Antônio Pereira, recebeu com alegria a notícia. “Esperamos por isso há muito tempo. Vai facilitar a vida de muitos pacientes, que deixarão de fazer translado para outros estados para realizar o transplante. Além do gasto, que é muito elevado, o paciente precisa ficar no mínimo 90 dias fora do seu estado e, no momento em que mais precisa de apoio, às vezes está sozinho em um lugar estranho”, afirmou.
Segundo Carlos, atualmente cerca de 3 mil pessoas fazem tratamento de hemodiálise em Mato Grosso.
Transplante de fígado – Guilherme Maluf anunciou ainda que a próxima meta é conseguir autorização para realização de transplantes de fígado no estado.
Assessoria
Foto: JL Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário