Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Conecte na ALMT

AJUDE ESTA CAUSA

AJUDE ESTA CAUSA
SANTA CASA DE CUIABÁ | (65) 3051-1946

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411-3500

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

"VICE: Gestão eficiente da máquina pode melhorar segurança pública"

Candidata à vice de Wellington Fagundes (PR), Sirlei Theis defende uma política de segurança de fato, e não apenas restrita a armas, viaturas e munição. A candidata à vice-governadora pela coligação ‘A Força da União’, Sirlei Theis (PV), afirmou que segurança pública não se faz apenas com viaturas, armas e munições. É preciso investimentos em políticas públicas preventivas. “Essa é, em geral, a visão que os governantes têm. Acreditam que a ‘sensação de segurança’ promovida pelos armamentos por si só reduz a criminalidade”, disse a candidata Sirlei durante entrevista, hoje (24), ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real. Servidora pública do Estado e ex-secretária adjunta de Administração Sistêmica da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Sirlei explicou que a ‘sensação de segurança’ tem que dar lugar à oferta efetiva de segurança. “Para fazer diferente, como propomos, é necessária uma gestão eficiente do Estado. Não dá para atuar apenas na ponta, nas pastas finalísticas. E a gestão é o coração de tudo. Se ela não funciona, a polícia, mesmo armada, não vai funcionar”, afirmou Theis.
É fundamental também investir em políticas preventivas, como, por exemplo, na educação em tempo integral e na educação profissionalizante. “Mas não é só estar na escola em tempo integral. É preciso que a criança e o jovem estejam efetivamente ocupados, seja com algum curso ou em atividades extracurriculares. É preciso atuar na saúde também para ter uma segurança eficaz”, frisou.
Sirlei destacou ainda sua experiência à frente da Secretaria de Segurança, onde pôde por cinco anos gerir o segundo maior orçamento do Estado. “Infelizmente, o atual governo gasta errado. É preciso implantar um modelo de administração eficiente, que possibilite atender a população na ponta com remédios, com leitos, com vaga em escolas e creches. Nosso projeto é resgatar o mato-grossense dessa sensação de abandono”.
Outro destaque feito pela candidata é o fato de que Wellington Fagundes é o único postulante que traz uma mulher como candidata à vice. E isso, segundo ela, demonstra de fato a vontade de fazer um governo diferente, humanizado, sensível aos problemas das pessoas. “Wellington e eu unimos forças, pois ele conhece o Estado como ninguém e eu conheço muito bem a máquina pública. Essas experiências aliadas a um plano de governo voltado às pessoas é o que nos qualificam a fazer uma gestão diferenciada”.
PERFIL – Além da sua ampla experiência em gestão pública e em Segurança Pública, Sirlei é uma ativista na luta pela garantia dos direitos das mulheres. É palestrante e militante contra a violência doméstica e o feminicídio.
Wellington e Sirlei lideram a maior frente de oposição ao atual governo de Mato Grosso, composta por dez partidos (PR, PMN, PROS, PC DO B, PODEMOS, PP, PT, PV, PRB e PTB). ‘A Força da União’ tem como candidatos ao Senado Adilton Sachetti (PRB) e Maria Lúcia Cavalli (PCdoB).

Nenhum comentário:

Postar um comentário