Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT

2ª Corrida do Legislativo Cuiabano

2ª Corrida do Legislativo Cuiabano
PA 2ª Corrida do Legislativo é uma realização da ASSCAMUC (Associação dos Servidores da Câmara Municipal de Cuiabá) e será realizada no dia 21 de abril de 2019.

Conecte na ALMT

Se inscreva no site www.omatogrosso.com e responda a pergunta: QUAL A TV QUE VOCÊ SE VÊ?

Se inscreva no site www.omatogrosso.com e responda a pergunta: QUAL A TV QUE VOCÊ SE VÊ?
O sorteio será dia 05.03.2019 Boa sorte

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

"Prefeito de Santo Antônio de Leverger é multado por nepotismo"

O prefeito de Santo Antônio de Leverger, Valdir Pereira de Castro Filho, foi multado em 11 UPFs pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso por nepotismo. Em julgamento de Representação de Natureza Interna, a 2ª Câmara do TCE-MT considerou o prefeito responsável pela nomeação do servidor Luiz Fernando Guimarães de Amorim para ocupar cargo em comissão de diretor clínico do Hospital Municipal, diretamente subordinado à sua esposa, Edna Cristina Jesus de Oliveira, que ocupa o cargo de secretária de saúde (Processo nº 160342/2017). Quanto à segunda irregularidade apurada pela Representação Interna, de acúmulo ilegal de cargos, o relator do processo, conselheiro interino João Batista de Camargo, observou que Luiz Fernando Guimarães de Amorim foi nomeado como diretor clínico do Hospital Municipal enquanto também estava contratado temporariamente para exercer as funções de médico plantonista na Prefeitura de Santo Antônio de Leverger, configurando suposto acúmulo ilegal de cargos públicos. Considerou ainda que o cargo de diretor pressupõe regime de dedicação exclusiva, o que poderia resultar em conflito de horários.
No entanto, o conselheiro relator deixou de aplicar multa quanto a essa irregularidade em razão da exoneração do servidor do cargo emcomissão de diretor clínico do Hospital Municipal e extinção do contrato de trabalho temporário. O conselheiro optou por converter a multa em expedição de determinações à atual gestão e às próximas que virão, para que se abstenham de nomear cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau.
Da Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário