Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Certificado de Responsabilidade Social

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

"AÇÃO SOCIAL: Projeto de Max Russi que declara Casa de Apoio Vinde de utilidade pública é aprovado na CCJR"

Projeto de Max Russi que declara Casa de Apoio Vinde de utilidade pública é aprovado na CCJRO objetivo é que a entidade esteja apta a receber verbas públicas e outros benefícios legais.O Projeto de Lei 254/2018, que declara de utilidade pública a Casa de Apoio Vinde – Hospedaria Rotativa, foi aprovado na reunião ordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJR), na última terça-feira. O objetivo é que a entidade esteja apta a receber verbas públicas e outros benefícios legais. Conforme o autor, o deputado Max Russi (PSB), que atualmente preside a CCJR, esse é um importante avanço, visto que a Casa de Apoio Vinde, faz um importante trabalho social, disponibilizando hospedagem à acompanhantes de pacientes que vêm do interior do Estado para tratamento de saúde, assim como àqueles que vêm somente para exames rotineiros de baixa complexidade e não possuem condições de subsidiar as despesas em hotéis tradicionais. “Um projeto de lei social e importante. Essa casa de apoio presta esse serviço social, de forma voluntária, a pessoas que precisam de suporte. A Casa de Apoio Vinde merece receber muitos benefícios, em termos de impostos e outras benfeitorias, para que esse serviço seja fortalecido”, justificou.
A Casa de Apoio Vinde conta com apoio de doações e toda a triagem de hóspedes é feita pelos assistentes sociais dos municípios. A hospedagem de pacientes em tratamentos de média e alta complexidade não é possível, uma vez que a estrutura não possui enfermeiros e médicos colaboradores.
Lá, ainda, são fornecidos, esporadicamente, almoço e jantar por meio de ações realizadas pela associação e seus colaboradores, assim como a promoção de assistência social às minorias, desenvolvimento econômico e combate à pobreza, ética, paz, direitos humanos e democracia, bem como outros valores universais.
JOSÉ MARQUES

Nenhum comentário:

Postar um comentário