Complexo Hospitalar de Cuiabá

Complexo Hospitalar de Cuiabá
CENTRAL DE ATENDIMENTO 55 65 3051-3000

Águas Cuiabá

Águas Cuiabá
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé 78050-667 - Cuiabá / MT 0800 646 6115

Prefeitura de Várzea Grande

Prefeitura de Várzea Grande
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

Prefeitura de Tangará da Serra

Prefeitura de Tangará da Serra
Endereço: Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa 65 3311-4800

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

"REDUÇÃO DE DESMATAMENTO:“Estamos fazendo a lição de casa, não aceitamos agressão ao meio ambiente”, afirma governador"

Mato Grosso contratou sistema de monitoramento em tempo real de toda a área do Estado, em parceria com organismos internacionais. Mato Grosso foi o único Estado do país que reduziu em 17%, no acumulado do ano de 2019, o desmatamento da Amazônia em comparação a 2018. Os dados são públicos e foram divulgados pelo instituto Imazon, no Boletim de Desmatamento da Amazônia Legal, de julho de 2019. O Governo do Estado tem investido, desde o início do ano, em ações para reduzir a área de desmatamento e também as queimadas dentro do seu território. Entre as medidas adotadas até o momento, de acordo com o governador Mauro Mendes, estão a contratação de um sistema de monitoramento em tempo real de toda a área do Estado, em parceria com organismos internacionais, e a instalação do Comitê Temporário Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman).
“Estamos fazendo a lição de casa, porque nós e o mundo não aceitamos mais agressão ao meio ambiente”, afirmou o governador, durante entrevista à Rádio Centro América, na manhã desta sexta-feira (23), em Cuiabá.
“Já recebi diversos embaixadores e, nos próximos dias, logo após as férias deles, faremos uma visita em todas as embaixadas. Vamos mostrar o que Mato Grosso tem feito nesse período. Vamos mostrar que desse crescimento do desmatamento na Amazônia, Mato Grosso é o Estado que menos desmatou e que menos cresceu o desmatamento em 2019”, destacou.
Mauro Mendes também acrescentou que irá apresentar a tecnologia do sistema de monitoramento adquirido pelo Governo, em parceria com o programa REDD+ For Early Movers (REM).
“Esse sistema que estamos usando é o mais alto sistema de tecnologia no Brasil”, disse, afirmando ainda que é necessário mostrar que estamos atuando e que temos a preocupação em preservar os ativos ambientais.
Nesta semana, o Governo de Mato Grosso recebeu a visita do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que percorreu algumas áreas do Estado afetadas pelas queimadas. Ele sobrevoou a região de Sorriso e também da Baixada Cuiabana. Em Cuiabá, o ministro destacou que muitos dos focos de queimadas se originaram na zona urbana.
Assessoria/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos