O Grupo São Benedito é uma das maiores construtoras da região Centro-Oeste.

O Grupo São Benedito é uma das maiores construtoras da região Centro-Oeste.
O Grupo São Benedito é uma das maiores construtoras da região Centro-Oeste.

Multirão Fiscal de Várzea Grande

Multirão Fiscal de Várzea Grande
PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE - AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, 0800 647 41 42 - (65) 3688-8000

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

CÂMARA MUNICIPAL  DE CUIABÁ
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - Fone: (65) 3617-1500

GOVERNO DE MATO GROSSO

GOVERNO DE MATO GROSSO
O Nota MT é um programa de incentivo ao exercício da Cidadania

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

"MOBILIDADE URBANA: AL convoca secretários para esclarecer rumos do VLT"

Obra segue paralisada e não há previsão de retomada para conclusão. A Assembleia Legislativa aprovou requerimento de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que convoca autoridades estaduais a comparecer no dia 11 de novembro, às 8h30, para prestar esclarecimentos a respeito do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos). As explicações serão dadas no Auditório Milton Figueiredo, localizado na sede do Legislativo. Foram convocados para explicação os secretários de Estado Rogério Gallo (Fazenda) e Marcelo Oliveira (Infraestrutura e Logística), o Controlador Geral do Estado Emerson Hideky Hayashida, o chefe do escritório de representação de Mato Grosso em Brasília, Carlos Fávaro, e o procurador do Estado Lucas Schiwinden Dallamico.
Ainda foi convidado a comparecer algum representante da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana vinculada ao governo federal.
A decisão do deputado Wilson Santos de cobrar esclarecimentos públicos se deve as declarações do governador Mauro Mendes (DEM) de que precisaria de um ano de mandato para tomar uma decisão a respeito do VLT.
O modal de transporte foi planejado no período anterior a participação de Cuiabá na Copa do Mundo de 2014. Inicialmente orçado em R$ 1,477 bilhão, as obras não foram concluídas e até o momento não há nenhuma perspectiva de que possam ser retomadas após mais de 4 anos de paralisação.
O Estado, na gestão do ex-governador Silval Barbosa, comprou em valores estimados em R$ 500 milhões, vagões do VLT que seguem inutilizados. No total, foram 40 comboios, cada um composto por sete vagões.
Desde o debate inicial para sua implantação, o VLT é considerado uma das apostas para gerar melhor qualidade aos usuários do transporte coletivo. O projeto prevê duas linhas de trajeto, sendo uma cumprindo o trecho Coxipó/Centro e a outra CPA/Aeroporto.
RAFAEL COSTA/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos