SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

sábado, 14 de março de 2020

"Madri declarada zona de risco de covid-19"

Homem com máscara sanitária caminha diante do Real Palácio de MadriAssim como Itália e regiões da França, também a capital espanhola e o Tirol, na Áustria, apresentam perigo de contágio de pessoa a pessoa com o coronavírus, divulgou o Instituto Robert Koch, da Alemanha.O instituto de saúde alemão Robert Koch (RKI) ampliou neste sábado (14/03) as zonas internacionais de risco do novo coronavírus, com a inclusão da capital da Espanha, Madri, e do estado do Tirol, na Áustria. Ambos foram classificados como áreas em que "pode-se concluir que haja uma transmissão continuada do vírus de pessoa a pessoa". Demais zonas de risco oficiais são Itália e Irã, a região francesa de Grande Leste (englobando a Alsácia, Lorena e Champanha-Ardenas) e províncias da China e Coreia do Sul. Na Itália, aumenta o número dos jogadores da Serie A, a liga nacional de futebol, cujos testes de coronavírus foram positivos. Depois de Daniele Rugani, de 28 anos, do Juventus, na quarta-feira, foi confirmado que quatro profissionais do Sampdoria de Gênova estão infectados; assim como dois do ES Troyes, da segunda liga francesa. Luca Kilian, do SC Paderborn, é o primeiro caso do vírus na Bundesliga da Alemanha.
Devido aos efeitos da crise do coronavírus no tráfego aéreo internacional, a companhia holandesa KLM vai cortar até 2 mil vagas de trabalho: como numerosos voos tiveram que ser cancelados, é inevitável reduzir as jornadas, comunicou. Entre outros motivos, a KLM mencionou a proibição de ingresso de passageiros da Europa nos Estados Unidos, imposta por Washington.
Também a Swiss International, subsidiária da Lufthansa, reduziu significativamente sua oferta, tirando de circulação a metade de suas frotas de curtas e longas distâncias.
Na China, as autoridades registraram apenas 11 novos casos de covid-19. Segundo a Comissão Nacional de Saúde em Pequim, a maioria deles teria sido trazida do exterior: enquanto quatro dos pacientes são da cidade de Wuhan, os demais sete vieram de outros países.
AV/afp,rtr,sid/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos