SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"
"Juntos Somos Mais Fortes

sábado, 25 de abril de 2020

"COLOPROCTOLOGIA: Especialista Mardem Machado explica o que é proctite e quais os principais sintomas"

Médico de Mato Grosso também detalha sobre as causas desta doença e os principais fatores de risco.A proctite pode causar dor no reto e sensação contínua de necessidade de evacuar. Este problema de saúde, de acordo com o coloproctologista Mardem Machado, de Mato Grosso, é uma inflamação na mucosa do reto, que é o tubo muscular por onde as fezes passam no seu caminho para fora do corpo. Normalmente a proctite é provocada por outras doenças e condições de saúde. Entre elas, Dr. Mardem Machado cita as doenças inflamatórias intestinais (DIIS), infecções e intoxicações alimentares e infecções sexualmente transmissíveis como gonorreia, clamídia e herpes genital. Também pode surgir a partir da radioterapia em áreas próximas ao reto, uso de antibióticos, traumas anais, incluindo os ocasionados pelo sexo anal.
Visualização da imagemOs sintomas podem durar por pouco tempo ou se tornar crônicos. De acordo com Dr. Mardem Machado, os principais são o sangramento retal, sensação frequente ou contínua de necessidade de evacuar, passagem de muco pelo reto, dor retal, dor no lado esquerdo do abdômen, diarreia e dor com os movimentos do músculo do intestino.
Para estabelecer o diagnóstico de proctite, o médico examina o interior do reto com um proctoscópio ou um sigmoidoscópio (um tubo utilizado para visualizar o reto) e coleta uma amostra por esfregaço e uma amostra do tecido que reveste o reto para serem examinados.
O laboratório, então, pode identificar a bactéria, fungo ou vírus que podem estar causando a proctite. Exames de sangue para sífilis e exames de fezes também são realizados.
O médico também pode examinar outras áreas do intestino através de uma colonoscopia (exame de todo o intestino grosso com um endoscópio) em busca de doença de Crohn ou colite ulcerativa.
Sandra Carvalho/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos