Complexo Hospitalar de Cuiabá

Complexo Hospitalar de Cuiabá
CENTRAL DE ATENDIMENTO 55 65 3051-3000

Águas Cuiabá

Águas Cuiabá
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé 78050-667 - Cuiabá / MT 0800 646 6115

Prefeitura de Várzea Grande

Prefeitura de Várzea Grande
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

quarta-feira, 13 de maio de 2020

"Bolsonaro entrega exames de coronavírus ao STF"

Jair BolsonaroJornal "O Estado de S. Paulo" entrou na Justiça para obter resultado dos exames, que presidente se recusa a mostrar. Ele afirma que testou negativo duas vezes.A Advocacia-Geral da União (AGU) entregou nesta terça-feira (12/05), ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, os laudos dos exames de covid-19 realizados pelo presidente Jair Bolsonaro, afirmou o gabinete de Lewandowski. Bolsonaro realizou os exames em março, após retornar de uma viagem aos Estados Unidos.
Em meio a notícias de que teria testado positivo para o novo coronavírus, o presidente afirmou, em 13 de março, em suas redes sociais, que testou negativo, mas nunca apresentou os exames.
O jornal O Estado de S. Paulo moveu uma ação na Justiça para ter acesso ao resultado dos exames. A Justiça deu duas vezes ganho de causa ao jornal, mas a defesa do presidente recorreu a instâncias superiores.
Na sexta-feira passada, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, suspendeu a decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) que obrigara o governo federal a apresentar à Justiça os exames.
Na decisão, Noronha entendeu que é assegurado ao presidente e a todos os cidadãos a proteção à privacidade, acatando, assim, a argumentação da defesa de Bolsonaro.
Diante disso, O Estado de S. Paulo recorreu nesta terça-feira ao STF, a última instância possível, e Lewandowski foi escolhido relator do caso. O jornal argumenta que a liberdade de imprensa contempla o acesso a todas as informações de interesse público.
Segundo a AGU, os laudos entregues confirmam que Bolsonaro testou negativo para o novo coronavírus.
AS/abr/ots/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos