SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

quinta-feira, 7 de maio de 2020

"ECONOMIA: Projeto de lei limita exportação e estima aumento de R$ 2 bi no orçamento"

Deputado Wilson Santos defende potencializar industrialização de Mato Grosso com novas regras de comercialização. O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) é o autor do projeto de lei (PL 349/2020) que limita em 50% a exportação de produtos primários de Mato Grosso para o Exterior. A proposta abrange a limitação na exportação dos seguintes produtos: carne bovina, soja, farelo e resíduos da extração de óleo de soja, óleo da soja, milho, suíno, frango, algodão, girassol, ouro em formas semimanufaturadas para uso não monetário e outros produtos semimanufaturados.
A ideia do parlamentar é incentivar o aumento da arrecadação do governo do Estado. Se aprovado o projeto de lei, pode ocorrer um acréscimo anual superior a R$ 2 bilhões, dinheiro este que destinado à administração pública estadual poderá ser revertido em educação, saúde, segurança pública, infraestrutura e assistência social.
Em 2019, foram exportados 20,2 milhões de toneladas de soja em grãos. Pelos critérios do projeto de lei, seriam exportados somente 10,1 milhões de tonelada, com a outra metade sendo destinada para comercialização interna e interestadual, o que permitiria ao Estado recolher 12% de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).
Atualmente, uma tonelada de soja custa R$ 1,260 mil, o que permitiria a Mato Grosso arrecadar R$ 1,527 bilhão, sem contabilizar ainda as exportações de soja em farelo e sem óleo.
“Nós apresentamos esse projeto pensando na industrialização do Estado. Mato Grosso precisa mudar de patamar. Nós precisamos entrar na era da industrialização e existe todos os elementos necessários para alcançar isto. Temos produtores de soja, algodão, milho, couro, madeira. Pode escolher a matéria prima que quiser para industrializar. Estamos pensando em um futuro com geração de emprego, distribuição de renda e oportunidade ao povo”, disse.
RAFAEL COSTA/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos