SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

terça-feira, 12 de maio de 2020

"MODERNIZAÇÃO: Governador sanciona lei anti-corrupção aprovada pela AL"

De autoria do deputado Wilson Santos, lei impõe que empresas deverão assumir compromissos éticos com o Estado. O governador Mauro Mendes (DEM) sancionou a lei de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que institui o sistema de compliance em Mato Grosso. Aprovado em caráter definitivo pela Assembleia Legislativa no dia 7 de abril, a lei estabelece que as empresas privadas que firmam contratos com a administração pública deverão se comprometer a aplicar princípios éticos nas suas tomadas de decisões.
"É uma proposta de modernização da administração pública que passa a exigir dos seus contratados medidas de eficiência e transparência para evitar a corrupção que assola o poder público. Essa medida atende aos anseios da população", disse.
A modalidade deverá partir das empresas que celebrarem contrato, consórcio, convênio, concessão ou parceria público-privado com a administração pública direta, indireta e fundacional de Mato Grosso em valores iguais ou superiores ao da modalidade de licitação por tomada de preços, estimados entre R$ 80 mil e R$ 650 mil para compras, obras e serviços, mesmo que na forma de pregão eletrônico, e o prazo do contrato seja igual ou superior a 180 dias.
O projeto aprovado pelo Legislativo tem a finalidade de proteger a administração pública estadual dos atos lesivos que resultem em prejuízos financeiros causados por irregularidades, desvios de ética e de conduta e fraudes contratuais.
Ainda tem o propósito de garantir a execução dos contratos em conformidade com a lei e regulamentos pertinentes a cada atividade contratada, reduzir os riscos inerentes aos contratos, garantir maior segurança e transparência na sua consecução bem como a obter melhores desempenhos e garantir a qualidade nas relações contratuais com particulares.
O que significa?
O termo compliance significa “estar em conformidade com”, obedecer, satisfazer o que foi imposto, comprometer-se com a integridade. No âmbito corporativo, uma Organização “em compliance” é aquela que, por cumprir e observar rigorosamente a legislação à qual se submete e aplicar princípios éticos nas suas tomadas de decisões, preserva ilesa sua integridade e resiliência, assim como de seus colaboradores e da Alta Administração.
O compliance tem a função de monitorar e assegurar que todos os envolvidos com uma empresa estejam de acordo com as práticas de conduta da mesma. Essas práticas devem ser orientadas pelo Código de Conduta e pelas Políticas da Companhia, cujas ações estão especialmente voltadas para o combate à corrupção.
Entenda:
Os principais benefícios das empresas que adotam o compliance são:
Preservação da Integridade Civil e Criminal
Ao prevenir e reduzir os riscos das condutas não conformes, o compliance diminui o grau de exposição e responsabilização da Alta Administração da Organização em relação a potenciais comportamentos irregulares ou ilegais de seus colaboradores.
Aumento de Eficiência
O compliance reduz a incidência de fraudes e desconformidades, que geram desvios de recursos.
Evita riscos de sanções legais, perdas financeiras e perda de reputação.
Aumenta a qualidade das decisões dentro da Organização, reduzindo o custo operacional.
Todos estes fatores repercutem diretamente no aumento de eficiência na gestão e no desempenho da Organização.
Vantagem Competitiva
O compliance é uma importante estratégia de competitividade e atratividade do negócio, já que a sociedade global vem, cada vez mais, conscientizando-se em relação ao consumo sustentável e ético, exigindo das Organizações posturas e comportamentos que reflitam esses valores.
Ganhos de Produtividade
Uma cultura organizacional ética exerce influência sobre a integridade dos colaboradores, reduzindo a incidência de comportamentos que representam desvios.
Estudos comprovam que o grau de satisfação das pessoas, de fidelização, comprometimento e rendimento do trabalho é maior dentro de Organizações com forte cultura ética, melhorando o ambiente organizacional e retendo talentos.
A difusão de boas práticas de governança corporativa amplia a coesão do público interno, gerando uma melhoria de produtividade contínua.
RAFAEL COSTA/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos