SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

segunda-feira, 1 de junho de 2020

"Plataforma Consumidor.gov.br ganha versão para celular "

Consumidores poderão resolver suas demandas através dos dispositivos móveis e sem sair de casa. A plataforma de registro de reclamações online consumidor.gov ganhou uma nova versão mobile para possibilitar o acesso em dispositivos móveis. Os consumidores poderão baixar gratuitamente o aplicativo nas lojas virtuais de seus aparelhos e acessar o mesmo conteúdo já disponível na plataforma online. “Esta versão em aplicativo foi modernizada para apresentar mais funcionalidades e ter uma interface mais intuitiva para os consumidores”, justificou a Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacon).  Uma das motivações da atualização do aplicativo é devido ao aumento de demandas consumeristas e a necessidade de isolamento social em razão da propagação do Coronavírus. A plataforma é uma ferramenta pública que permite a interlocução direta entre consumidores e fornecedores para solução alternativa de conflitos de consumo pela internet. O Consumidor.gov.br possibilita um contato direto entre as partes e dispensada a intervenção individual e instauração de processo administrativo ou judicial dos órgãos de proteção e defesa dos direitos do consumidor.  Atualmente, segundo o Senacon, 80% das reclamações registradas no Consumidor.gov.br são solucionadas pelas empresas, que respondem às demandas dos consumidores em um prazo médio de 7 dias.  Os procedimentos da plataforma consumidor.gov não substitui os processos administrativos executados pelos órgãos de defesa do consumidor. Como o site não constitui um procedimento jurídico, a utilização do serviço online não interfere nos atendimentos realizados por outros canais de atendimento do Estado. Caso a reclamação não seja resolvida na plataforma, o consumidor pode e deve recorrer diretamente aos Procons. Em Mato Grosso, o Procon-MT registrou em abril deste ano 2.166 reclamações na plataforma de atendimento online www.consumidor.gov.br. José Augusto Corrêa/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos