SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

quarta-feira, 17 de junho de 2020

"Qual a boca ideal?

Inspiração de poemas, músicas e dos mais ardentes desejos - os lábios sempre estão em evidência. Quem nunca sentiu o coração palpitar ao lembrar do sorriso da pessoa amada, ou teve o sentimento de cobiça ao visualizar os voluptuosos lábios da atriz Angelina Jolie? Cada vez mais popular, o preenchimento labial corrige assimetrias, promove contornos mais definidos e aumenta os lábios, deixando-os mais volumosos e com aspecto “carnudo”.  Eles podem transmitir alegria ou tristeza. Sim, existe a boca triste, aquela que é caidinha dos lados, e faz com que a pessoa pareça estar em uma eterna “deprê”. A boa notícia é que é possível ter os lábios com volume e de forma que deixe seu rosto com uma expressão graciosa – por meio da técnica de preenchimento labial com ácido hialurônico.Mas temos que ter a responsabilidade ao realizar esse tipo de procedimento, o tamanho dos lábios deve estar em conformidade com o equilíbrio com toda a face, respeitando a individualidade de cada um, levando um resultado mais Sutil e natural.
 O procedimento é rápido, dura em torno de 30 minutos, a dor é bem tolerada, e a pessoa pode retomar as atividades, com os devidos cuidados. 
Então, qual a boca ideal? 
A beleza é subjetiva, e não uma ciência exata, cabe ao profissional e paciente procurarem o equilíbrio.
 A dra. Aline Dalavia, é formada em medicina pela Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro,  e farmacêutica pela Universidade de Cuiabá – UNIC, e também é mentora do curso “Hands On de Toxina Butolínica”. https://draalinedalavia.com.br/ @dra.alinedalavia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos