SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

quarta-feira, 24 de junho de 2020

"REFORMA DA PREVIDÊNCIA: Em reunião com deputados, governador aceita emendas de autoria da AL"

Pensão causa mortis e atenção especial a PNEs são aceitas; idade mínima segue norma federal.Em reunião na segunda-feira (22) com deputados estaduais, o governador Mauro Mendes (DEM) sinalizou com a possibilidade de ceder na reforma da previdência ainda pendente de aprovação na Assembleia Legislativa. De acordo com o deputado estadual Wilson Santos (PSDB), o chefe do Executivo, após intenso diálogo com parlamentares, acolheu duas propostas. “Ficou amarrado o atendimento a duas emendas. Uma delas é a causa mortis que vai dar uma pensão vitalícia e integral a família, o que vai ser estendido a todas as categorias do serviço público estadual. Outra emenda trata dos servidores públicos que são portadores de necessidades especiais e serão contemplados de forma especial. Estamos discutindo ainda para aperfeiçoar o texto e submeter a primeira votação”, declarou.Ainda participaram da reunião  o secretário chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e o diretor presidente do MTPrev, Elliton Oliveira de Souza. Também marcaram presença o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM) e os deputados Faissal Calil (PV), Pedro Satélite (PSD), João Batista (PROS) e Dilmar Dal Bosco (DEM).
 No diálogo, o governador Mauro Mendes ressaltou a possibilidade de criação de uma alíquota extraordinária e progressiva para reduzir o déficit anual de R$ 1,3 bilhão da previdência social, o que tem levado a necessidade de o Executivo remanejar dinheiro de outros setores para honrar o pagamento com aposentados. Um dos itens que o Executivo rejeita alterar na reforma da previdência encaminhada a Assembleia Legislativa diz respeito a idade para a aposentadoria. O texto original prevê 62 anos para mulheres e 65 para homens.
“Com relação à idade mínima, o governador recomenda seguir o mesmo parâmetro da reforma da previdência aprovada pelo Congresso Nacional”, revela o deputado Wilson Santos.
RAFAEL COSTA/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos