SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

sábado, 5 de setembro de 2020

"EDUCAÇÃO: Escolas poderão ter crédito para investimentos durante a pandemia"

Articulação feita pelo deputado Wilson Santos resulta em proposta de empréstimos a instituições de pequeno e médio porte. Escolas privadas de pequeno e médio porte de Mato Grosso poderão ser auxiliadas pelo governo do Estado com a liberação de crédito especial como suporte para a retomada das suas atividades neste momento de pandemia do coronavírus (Covid-19). A proposta foi discutida na quarta-feira (4) em uma articulação do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que uniu o presidente da Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (MT Desenvolve), Jair Marques, e a líder do “Escola em Movimento – MT”, professora Catarina Campos.
Pela proposta inicial, essas escolas privadas conseguiriam empréstimo de até R$ 30 mil junto ao governo do Estado cujos contratos permitirão prazo de carência ainda a ser estipulado em contrato e taxa de juros abaixo do atual oferecido pelo mercado financeiro.
A ideia é utilizar esse dinheiro para atender a exigência dos protocolos sanitários recomendados pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde de prevenção ao coronavírus (Covid-19) que oportunize o retorno às aulas e investimentos em equipamentos de tecnologia.
É o que explica a professora Catarina Campos, líder do “Escola em Movimento –MT” que agrega 76 instituições de ensino responsáveis em oferecer desde as séries iniciais da educação infantil passando pelo ensino fundamental e médio.
“O retorno às aulas vai representar um aumento nos gastos das escolas com implementação do protocolo de saúde e treinamento de professores. Em 2021, tudo indica que teremos que lidar com uma situação híbrida: manter atividades presenciais e virtuais. Ou somos auxiliados neste momento difícil ou iremos todos a falência”, declara.
O deputado Wilson Santos diz que acredita na sensibilidade social do Estado em um momento de crise econômica mundial provocada pela pandemia, ainda mais pela posição estratégica destas instituições de ensino.
“As escolas de pequeno e médio porte trazem economia aos cofres públicos, atendendo mães trabalhadoras de baixa renda. A educação é essencial e deve ser encarada como prioridade pelo Estado. Pais, professores e alunos não podem ser menosprezados neste momento pelo poder público”, salienta.
O presidente do MT Desenvolve, Jair Marques, informou que será analisada uma proposta de crédito em conjunto em favor destas instituições de ensino. "A decisão de organização das escolas em grupo favorece e muito. O pedido de liberação dos recursos será analisado individualmente para atender o segmento da educação", disse.
RAFAEL COSTA/Caminho Político
Foto: Da Assessoria
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos