SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sexta-feira, 16 de outubro de 2020

"CUIABÁ: Incentivo a doação de medula óssea é Lei de iniciativa do vereador dr Ricardo Saad"

Algumas doenças, como os linfomas e a leucemia, afetam as células do sangue, prejudicando o funcionamento da medula óssea e colocando vidas em risco. É quando o transplante se torna necessário e os doadores fundamentais, porém, ainda muitas pessoas têm medo do procedimento que é simples, mas tão necessário para muitas pessoas continuarem vivendo.
Sensível a essa situação e buscando incentivar as pessoas a serem doadoras, o vereador dr Ricardo Saad criou o Projeto de Lei de nº 6.251, de 28 de dezembro de 2017, instituindo a “Semana municipal de mobilização para doação de medula óssea”.
Conforme o PL, as ações referentes a semana devem ser intensificadas anualmente no período de 07 a 14 de dezembro, tendo como a frase principal das mobilizações a mesma usada nacionalmente, sendo ela: “Neste natal, dê um presente a quem precisa de você para viver: cadastre-se como doador de medula”.
Veja como ser um doador?
- Qualquer pessoa entre 18 e 55 anos com boa saúde poderá doar medula óssea. Esta é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, e se recompõe em apenas 15 dias.
- É possível se cadastrar como doador voluntário de medula óssea nos hemocentros localizados em todos os estados do país.
- Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5ml para testes. Estes testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.
- Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.
- Em caso de compatibilidade com um paciente, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação.
- Tudo seria muito simples e fácil, se não fosse o problema da compatibilidade entre as células do doador e do receptor. A chance de encontrar uma medula compatível é, em média, de uma em cem mil.
- Por isso, são organizados Registros de Doadores Voluntários de Medula Óssea, cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita de transplante e não possui um doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação.
- Para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.
- A doação de medula óssea é um gesto de solidariedade e de amor ao próximo.
- É muito importante que os dados cadastrais sejam sempre atualizados para facilitar e agilizar a chamada do doador no momento exato.
Projeto Lei Legislativo Número: 041/2017
Assessoria/Caminho Político
Caminho Politico #caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos