SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

“Gasto público é igual unha, tem que cortar toda semana”, diz Leitão

Candidato ao Senado Federal, Nilson Leitão (PSDB) tem reforçado em sua campanha o compromisso de seguir lutando pela aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 431/2018, de sua autoria, que reduz a máquina pública, reduzindo no número de deputados federais, senadores e deputados estaduais. Conforme o projeto que Leitão apresentou em 2018 e está em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, a estimativa é de que a medida deverá gerar uma economia de quase R$ 5 bilhões em quatro anos, caso aprovada.
“Eu apresentei essa proposta em 2018 e, na época, duvidaram que eu conseguiria as assinaturas necessárias. Não só consegui como ela está lá, tramitando e pronta para ser votada. Ela reduz os números de 513 deputados federais para 395, de 81 senadores para 54 e de 1200 deputados estaduais para 800. Isso é uma correção. Vamos trabalhar para aprovar essa minha PEC e depois vamos atacar na veia do Executivo e Judiciário, que também podem ter seus gastos discutidos e reduzidos”, defendeu.
Para Leitão, é preciso cortar na própria carne, diminuir os gastos e que não há espaço para aumento de impostos no país.
“Vou citar um exemplo: O Governo Federal gastou em 2017/2018 cerca de R$ 2 bilhões com aluguel de prédios. Um absurdo. É preciso respeitar e entender que o Brasil precisa discutir a diminuição da máquina pública e do tamanho do Estado. Eu quero ser senador da República para reduzir esse inchaço da máquina, de verdade. Gasto público é igual unha, tem que cortar toda semana. Ele cresce todos os dias, toda semana, até no feriado. Isso precisa mudar. Então, eu tenho algo pronto e real, que é a minha PEC, e vou trabalhar e levantar essa bandeira todos os dias no Congresso”.
Como prefeito de Sinop de 2001 a 2008, Nilson Leitão enxugou a máquina, aumentou a arrecadação do município e fez uma gestão eficiente, sem precisar aumentar os impostos.
"Durante meu mandato de prefeito de Sinop, ganhamos dois prêmios da Lei de Responsabilidade Fiscal por ter conseguido aumentar a arrecadação sem aumentar o imposto. Eu tinha direito a 400 cargos de confiança no papel, e só usava 180”.
Assessoria
Foto: Edson Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos