SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

"INIMIGO DOS SERVIDORES: Abilio Júnior taxa servidores comissionados de incompetentes"

Abílio vem batendo na tecla de que se eleito, vai exonerar servidores comissionados, mesmo desconhecendo a realidade da máquina pública.O vereador e candidato a prefeito de Cuiabá Abílio Júnior (Podemos) escreve mais um capítulo na sua saga contra os servidores comissionados. Em evento político, ele reafirmou que exonerará 3 mil servidores, e desta vez classificou os comissionados como incompetentes.
“Nós vamos mandar embora 3 mil servidores que são contratados por indicações políticas e comissionados incompetentes”, discursou, ao lado do seu vice Felipe Wallaton (Cidadania) e do vereador Diego Guimarães (Cidadania).
Abílio vem batendo na tecla de que se eleito, vai exonerar servidores comissionados, mesmo desconhecendo a realidade da máquina pública. Ele pontua que vai diminuir o número de Secretarias, reduzindo de 22 para 11.
"Nós vamos mandar embora 3 mil servidores que são contratados por indicações políticas e comissionados incompetentes'
O discurso é de moralidade, mas na prática, o emprego de parentes em cargos comissionados é uma rotina para o candidato do Podemos. Sua madrasta Damaris Rastelli, por exemplo, prestou serviço como comissionada no gabinete deputado Sebastião Rezende (PSC). Além disso, o parlamentar ajudou uma irmã do vereador a conseguir um cargo no Desenvolve MT, que faz parte da estrutura do governo estadual.
O irmão de Abílio, Anderson Brunini Moumer, também descolou um cargo comissionado na AL, tudo sob as bênçãos do candidato. Anteriormente ele trabalhava para o então deputado federal Victório Galli, mas após ser flagrado em reportagem do jornalista Arthur Garcia, foi exonerado, sendo posteriormente contratado na AL.
Interessante frisar que Abílio Júnior hoje prega que servidores sem concurso são incapacitados para o trabalho, dando a entender que apenas aqueles que prestam serviço na Prefeitura, como ele mesmo disse, são incompetentes, já aqueles no Governo ou Assembleia, onde conseguiu emprego para seus parentes, têm capacidade e merecem se manter no cargo.
Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos