DIRETO DA VENEZUELA

DIRETO DA VENEZUELA
Tweets por ‎@infoenlaceweb INSTAGRAM @INFOENLACEWEB

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

"NYT liga Bolsonaro a agravamento da pandemia na América Latina"

New York Times acusa brasileiro de implementar com Trump uma "campanha ideológica" que debilitou a capacidade dos sistemas de saúde da América Latina, agravando a pandemia na região. Reportagem publicada na primeira página da edição desta terça-feira (27/10) do jornal americano The New York Times acusa o presidente Jair Bolsonaro de, junto com o chefe de governo dos EUA, Donald Trump, colaborar para a debilitação dos sistemas de saúde no continente latino-americano e o consequente recrudescimento da pandemia de coronavírus na região.
O texto, intitulado, na versão online, Como Trump e Bolsonaro quebraram as defesas da América Latina para a covid-19, afirma que os dois líderes "compartilham o desprezo pelo vírus" e implementam uma "campanha ideológica" que prejudicou a "capacidade da América Latina de responder à covid-19".
Ambos os presidentes, segundo a publicação, fizeram da hidroxicloroquina um item central da reação à pandemia, "apesar do consenso médico de que a droga é ineficaz e até perigosa".
O jornal diz que Washington e Brasília agiram para que 10 mil médicos e enfermeiros cubanos fossem obrigados a abandonar áreas empobrecidas de Brasil, Equador, Bolívia e El Salvador. Muitos deles ficaram sem substitutos "somente meses antes de a pandemia chegar".
O artigo cita a evasão dos profissionais de saúde cubanos do Brasil com o fim da parceria com Cuba no programa Mais Médicos e a pressão do governo americano para que mais de mil médicos cubanos deixassem os outros três países latino-americanos no ano passado.
Os dois governos conforme a publicação, "atacaram a agência internacional mais capacitada a combater o vírus, a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), citando seu envolvimento com o programa médico cubano".
"Com a ajuda de Bolsonaro, Trump quase levou a agência à falência ao reter o financiamento prometido no auge do surto, em uma extensão não divulgada anteriormente", diz a reportagem.
"Sistemas de saúde fracos e cidades superpopulosas tornaram a América Latina inerentemente vulnerável. Mas ao expulsar médicos, bloquear medidas de assistência e promover falsas curas, Trump e Bolsonaro pioraram a situação, desmontando defesas", afirma o artigo. "Agora, a América Latina, com um terço das mortes no mundo, sofreu mais gravemente com a covid-19 do que qualquer outra região."
"Os Estados Unidos pararam de pagar suas contribuições anuais de 110 milhões de dólares, mais da metade do orçamento básico da agência. O governo Bolsonaro também congelou o pagamento de 24 milhões de dólares em dívidas. Bolsonaro e sua equipe se recusaram a comentar este artigo", diz o texto.
Marcio Damasceno/Caminho Político
@caminhopolitico #caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos