SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sábado, 14 de novembro de 2020

“A Studio do pão não vai fechar” conta o executivo que virou padeiro

“Vocês abrem hoje?”, “Saudade dos pães da Studio”, “ Que dia a Studio do Pão reabre?”. Todos os dias o padeiro Marcos Almeida, recebe pelas redes sociais mensagens como essas. Vale relembrar que em virtude da pandemia, assim como todos os comerciantes, a padaria artesanal fechou e para surpresa dos clientes fiéis, mesmo com as liberações gradativas, a Studio não reabriu.
“Enquanto o mundo buscava formas de sobreviver à pandemia, a Studio que ao longo dos anos construiu uma bela história recebia propostas de investidores de São Paulo, Minas Gerais e Bahia, interessados em escalar nosso negócio, para que pudéssemos oferecer a mais pessoas a experiência que os cuiabanos vivenciaram nos últimos quatro anos”, explica Almeida.
A Studio do pão foi idealizada dentro do conceito ‘comfort food’ o que em português seria algo como ‘comida afetiva’ a ideia é associar o momento da refeição a períodos significativos da vida de quem está se alimentando. “É como se estivéssemos comendo aquela comidinha na casa da avó ou aquele croissant inesquecível da última viagem. Além da experiência gastronômica, sempre oferecemos um alimento de qualidade e sem aditivos químicos”, conta o padeiro que se especializou em escolas da França, Itália e Portugal.
O conceito criado por Marcos chamou atenção de investidores e depois de meses de negociação a Studio do pão está de malas prontas e com passagem comprada para Salvador, na Bahia, cidade com a 4 º maior economia do país. “Não estamos fechando, estamos de mudança, mas, em breve, abriremos uma nova loja em Mato Grosso. A ideia e expandir a marca pelo Nordeste, depois Sudeste e então Centro-oeste e Sul do país. Até lá, espero receber a visita meus clientes mato-grossenses que passarem pela capital baiana”.
A história
O empreendedor Marcos Almeida, era uma criança e tinha apenas sete anos quando visitou, pela primeira vez, os bastidores de uma padaria e foi amor à primeira vista. A vida profissional o levou para outros caminhos e por anos ele esteve em São Paulo, imerso, no mundo corporativo, até o momento em que, ele e a esposa, que é cuiabana, sentiram a necessidade de uma mudança em busca de qualidade de vida.
Com a nova fase, veio também a vontade de fazer uma transição de carreira, então, o amor pelo pão teve a oportunidade de ganhar espaço na vida do Executivo. Morando em Cuiabá, ele voltou para a universidade, onde cursou gastronomia. Durante a faculdade, estagiou em grandes restaurantes de São Paulo, como Dom e o Dalva & Dito, ambos do chef Alex Atala.
O amor pelo pão fez com que ele buscasse referências na Europa e trouxesse para Cuiabá sabores inigualáveis. Prova disso é que com apenas dois anos de existência, a Studio do Pão foi escolhida como a melhor padaria, na terceira edição de VEJA COMER & BEBER Cuiabá, em 2019.
“Sempre gostei de desafios e proporcionar uma experiência inesquecível para os meus clientes, com produtos com apresentação diferenciada, preparados com os melhores ingredientes, aliados à tecnologia de ponta e o que me move dia após dia. Sou muito grato a tudo que vivi em Cuiabá, a história que escrevi aqui e aos amigos que fiz. E reforço, não estamos fechando, estamos de mudança e voltamos em breve”, conclui o executivo que virou padeiro, se despedindo temporariamente de Cuiabá.
Janaina Gahyva/Caminho Político
Caminho Politico #caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos