DIRETO DA VENEZUELA

DIRETO DA VENEZUELA
Tweets por ‎@infoenlaceweb INSTAGRAM @INFOENLACEWEB

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Congresso aprova mudanças que garantem R$ 6,5 bilhões da Lei Kandir a Mato Grosso

Ao todo, projeto do senador Wellington Fagundes assegura acordo de transferência de R$ 65,5 bilhões aos Estados exportadores. O Congresso Nacional deu o primeiro passo para que o Governo cumpra o acordo para compensação das perdas dos entes federados com a Lei Kandir: aprovou o PLN 18, que altera as leis orçamentárias e garante que as transferências ocorram ainda este ano. Pelo acordo, serão pagos aos Estados exportadores de produtos primários e semielaborados, a título de compensação, R$ 65,5 bilhões. Mato Grosso ficará com R$ 6,5 bilhões – dos quais R$ 1,2 bilhão devem ser transferidos até o final do ano.
Mas, para que a transferência seja executada, é preciso que o Senado e a Câmara referendem os termos firmados no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF) e aprove o Projeto de Lei Complementar 133/2020, de autoria do senador Wellington Fagundes (PL-MT). “Espero que consigamos aprovar esse PLP já na próxima semana” – previu.
Na semana passada, Fagundes pediu ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que o projeto fosse pautado em plenário virtual. A matéria tem parecer favorável do relator, senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), e cumpre todos os requisitos legais do acordo. 
Relator da Comissão Especial Mista da Lei Kandir, Fagundes apresentou o  Projeto de Lei Complementar alterando o artigo 20 da Constituição e de revogação do artigo 91 de seu Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. “Essa é uma medida prática, que vai resolver o problema dos Estados e dos municípios. É para isso que estamos trabalhando” – enfatizou.
Após aprovado no Senado, Wellington disse que irá pessoalmente ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, pedir que essa matéria seja pautada o mais breve possível. 
Dos R$ 65,6 bilhões definidos no acordo, ficou estabelecido que a União irá  repassar R$ 58 bilhões no período de 2020 a 2037, previstos na Proposta de Emenda à Constituição 188/2019, que trata do novo Pacto Federativo.  A esse valor será acrescido mais R$ 3,6 bilhões, divididos em três parcelas anuais de R$ 1,2 bilhão no período de três anos subsequentes à aprovação da regulamentação  da PEC 188/2019.
Além disso, o pacote inclui mais R$ 4 bilhões da receita a ser obtida a título de bônus de assinatura com os leilões dos Blocos de Atapu e Sépia, previstos para o ano de 2020 – os chamados royalties do excedente do pré-sal.
“Essa é uma luta antiga, que materializamos com a aprovação na Comissão Especial de um relatório de minha autoria, em que se reconhece uma dívida histórica. Nossa expectativa agora é no sentido de que esse acordo seja homologado o mais rápido possível, de forma a garantir a necessária compensação a quem tanto tem contribuído com o país” – disse Fagundes.
Da assessoria /Caminho Político
Foto: Pedro França/Agência Senado 
@caminhopolitico #caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos