TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

LUTO NO JUDÔ: Comandante da PMMT, BOPE e Federação de Judô lamentam a morte do advogado Hélcio Corrêa

O falecimento do advogado Hélcio Corrêa Gomes, vítima de complicações de um câncer, sensibilizou representantes da Polícia Militar de Mato Grosso. O profissional foi voluntário no projeto social Judô Bope, por uma década e também colaborava com diversas ações promovidas dentro do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). Durante uma década, Hélcio ajudou nas transformações do projeto que atualmente, atende cerca de 300 crianças e adolescentes.
Para o comandante da PMMT, coronel José Nildo de Assis, a perda do amigo e voluntário é irreparável. “O dr. Hélcio além de ter sido um grande profissional, foi um excelente parceiro, amigo e um excelente professor voluntário no nosso projeto Judô Bope. Sempre altruísta. Ele deixa um legado de amizade e de família. Um exemplo para todos nós. Só Deus para consolar o coração de amigos e da família enlutada”, observou.
Já o comandante do Bope, tenente-coronel Ronaldo Roque, destacou o perfil solidário do advogado que não media esforços para ensinar e ajudar centenas de alunos do projeto. “Desde o início da criação do projeto, ele contribui de forma significativa. Hélcio foi um verdadeiro entusiasta e incentivador do esporte em Mato Grosso, além de um ser humano de notável grandeza. Ele deixa um legado de respeito e consideração por parte de todos àqueles que tiveram a oportunidade de estar ao seu lado. Externamos os nossos sinceros sentimentos de pesar nesse momento penoso”.
O presidente da Federação Mato-grossense de Judô (FMTJ), Fernando Moimaz, também lamentou a morte do advogado, com quem dividia o tatame durante os treinos no Judô Bope. “O Hélcio foi um parceiro que ajudou muito a diretoria da federação, auxiliou em toda parte jurídica. Colaborador exemplar do Judô Bope, um sensei bastante participativo desde o começo, em 2010. Sempre ajudou as pessoas. Infelizmente, no meio do caminho precisou dar uma pausa para tratar da doença. Um exemplo para todos nós como judocas e exemplo de ser humano ”, lamentou Moimaz.
O coordenador do Judô Bope, subtenente Adalberto Corrêa Junior, também externou condolências à família e aos amigos de Hélcio, que faleceu na madrugada desta terça-feira (2). “Sensei Hélcio sempre foi um colaborador do projeto Judô Bope. Um amigo pessoal. Uma referência como advogado e como pessoa. Para nós, foi uma perda muito grande, mas nós vamos continuar no caminho que ele nos pregava: ser uma boa pessoa, usar o esporte como instrumento de doutrina e educação e transformar a vida das pessoas”, considerou.
O sensei Hélcio, como era chamado pelos amigos judocas, atuava na área cível e foi tesoureiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), entre 2004 e 2009. Professor voluntário no projeto Judô Bope, por 10 anos. Ele também foi assessor da então senadora Serys Marli (PRB), tesoureiro da Associação de Advogados Trabalhistas de Mato Grosso. Foi também consultor da Comissão Nacional de Direitos Sociais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Federal.
Despedida – O corpo do advogado é velado na Funerária Dom Bosco, sala 2. O sepultamento será às 15h no Cemitério Parque Bom Jesus.
Assessoria/Caminho Político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos