TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Águas Cuiabá apresenta relatório de investimento e Stopa volta a cobrar melhoria no serviço

O principal ponto de debate neste momento está ligado às intervenções com a necessidade do corte do asfalto.
Em uma nova reunião de alinhamento das ações, a concessionária Águas Cuiabá apresentou ao vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, um relatório do investimento feito na área de saneamento básico, entre os anos de 2017 e 2020. A agenda faz parte de uma série de encontros que o gestor tem cumprido com a empresa, visando garantir a melhoria na qualidade dos serviços executados na cidade.
Na oportunidade, a concessionária informou ao vice-prefeito que, seguindo o planejamento determinado pela Prefeitura de Cuiabá, em quatro anos foram investidos mais de R$ 500 milhões em obras de saneamento na Capital. De acordo com o relatório, a aplicação do recurso permitiu que, nesse período, a cobertura do sistema de coleta e tratamento de esgoto fosse ampliada de 33% para 64%.
Aos representantes da Águas Cuiabá, Stopa reconheceu os avanços conquistados até o momento, mas novamente destacou a necessidade de aprimorar a execução dos serviços. “Saneamento básico é saúde e também preservação do nosso meio ambiente. Então, é claro que comemoramos aquilo que deu certo. No entanto, voltamos a dizer que é sempre preciso melhorar para atender a população com excelência”, disse.
Garantir que os serviços realizados pela concessionária é uma das missões dadas pelo prefeito Emanuel Pinheiro ao vice-prefeito. Stopa explica que o principal ponto de debate neste momento está ligado às intervenções executadas nas vias da cidade, com a necessidade do corte do asfalto. Segundo ele, esse trabalho precisa ser acompanhado de um acabamento de qualidade, para que a população não tenha nenhum transtorno após a obra.
“A concessionária é a responsável por coordenar todas essas obras. Mas, a Prefeitura é o poder concedente e tem o direito de fazer essa cobrança. Entendemos que as intervenções exigem a escavação das vias, o corte no asfalto. Mas é notório que a recomposição desse pavimento não está sendo bem feita. Muitas vezes o asfalto afunda, um novo buraco aparece, e isso precisa ser resolvido. Não podemos continuar como estamos”, argumentou o vice-prefeito.
Conforme a Águas Cuiabá, o investimento de mais de R$ 500 milhões foi aplicado no processo de modernização e ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) Ribeirão Lipa, da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Dom Aquino, da ETE Tijucal e da construção da ETA Sul que, somadas, atendem cerca de 470 mil cuiabanos. A previsão é de que Cuiabá chegue ao ano de 2024 tendo investido a inédita e expressiva marca de R$ 1,2 bilhão em água e esgoto.
Assessoria/Caminho Político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos