DIRETO DA VENEZUELA

DIRETO DA VENEZUELA
Tweets por ‎@infoenlaceweb INSTAGRAM @INFOENLACEWEB

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Unidades básicas de saúde suspendem agendamentos e atendem pacientes em livre demanda

As mudanças são necessárias para reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e organizar o fluxo de pacientes.
As unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família de Cuiabá suspenderam os atendimentos eletivos e passaram a atender a todos os pacientes em livre demanda, ou seja, sem agendamentos prévios. Com isso, as atividades que estavam programadas para a campanha do Janeiro Roxo, de conscientização sobre a hanseníase, também estão suspensas.
“Ficou estabelecido por meio de ofício circular que, temporariamente, não serão agendadas as consultas de rotina, aquelas que o paciente vai de 30 em 30 dias ou de 60 em 60 dias para ser reexaminado, pacientes hipertensos, diabéticos, crianças. Porém, todos esses pacientes, seja qual for a patologia que ele tiver, se ele não estiver passando bem, ele pode ir sim à unidade, ele deve ir à unidade porque ela estará trabalhando de porta aberta, ela vai estar trabalhando com a demanda espontânea”, afirma a coordenadora de atenção primária à saúde, Jacqueline Miliosi.
A exceção são as gestantes que fazem pré-natal, que terão um dia ou período exclusivo para elas e para que a unidade e os profissionais possam se preparar, inclusive com a desinfecção do local, por serem do grupo de risco. “Gestantes e triagem neonatal (teste do pezinho) vão ter horário agendado. Cada unidade vai ver o melhor horário para fazer os atendimentos e as equipes vão entrar em contato com as gestantes acompanhadas”, afirma Jacqueline.
Ela explica que as mudanças são necessárias para reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e organizar o fluxo de pacientes nas unidades de saúde. “A gente fez isso porque, às vezes, a população imagina que indo para uma policlínica ou para uma UPA com sintomas leves lá vai ser atendida mais rápido, porém, como UPA e policlínica recebem pacientes de urgência, o que acontece? Esses pacientes com sintomas mais leves passam a ficar esperando e, às vezes, 3 ou 4 horas para serem atendidos porque as urgências são atendidas primeiro. Então, se ele procurar as unidades básicas de saúde com algum problema de saúde, com certeza o atendimento vai ser mais rápido”.
De acordo com Jacqueline Miliosi, os agentes comunitários de saúde terão um importante papel nesse momento. “Ele vai ser esse elo, junto com o enfermeiro e o médico, que conhecem a comunidade, para entrar em contato com os pacientes para que não vá todo mundo na unidade porque precisa trocar receita ou porque precisa agendar um exame. Eles vão criar esse elo e vão ajudar a resolver para que não aglomerem pessoas na unidade”, disse.
Assessoria/Caminho Político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos