The New York Times Company

The New York Times Company
Get the best of The Times in your inbox. Our newsletters are free, and you can unsubscribe at any time.

Mobilidade Urbana - Prefeitura de Cuiabá - Secretario Juares Samaniego

Mobilidade Urbana - Prefeitura de Cuiabá - Secretario Juares Samaniego
Endereço: Rua 13 de Junho, 1289 Telefone: (65) 3315-4220

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo,

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Check-up cardiológico pode salvar sua vida

Muitas pessoas acham que devem fazer um check-up cardiológico somente após os 40 ou 50 anos. Mas esse é um pensamento equivocado. E já vimos nos noticiários jogadores jovens que morreram de infarto mesmo sendo atletas e no auge da juventude.
Mais então quando devemos fazer um check-up do coração? Se possível uma vez por ano. Quanto mais cedo diagnosticado, mais chances de se tratar e prevenir uma doença cardíaca como o infarto. As pessoas não observam que tem algo acometendo seu corpo até que o sintoma apareça e aí em muitos casos, já há um comprometimento de alguma função cardíaca sendo necessário tanto medicações de uso contínuo ou até intervenções cirúrgicas dependendo da situação.
Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que, 80% das causas de doenças que afetam o coração são fatores que podem ser modificados, ou seja, que podem ser prevenidos com uma simples mudança nos hábitos de vida.
No caso, pessoas com colesterol e triglicerídeos altos, obesidade, tabagismo, sedentarismo, stress podem ser controlados com alimentação saudável e medicação.
No caso de doenças como hipertensão e diabetes e os antecedentes familiares de doenças cardíacas, doenças endócrinas, renais e infecciosas podem apresentar maior risco para o coração e merecem um tratamento específico para cada caso.
Por isso a importância de se passar por um check-up cardiológico. Ele auxilia no controle desses fatores e vai além, Identifica precocemente possíveis alterações que podem comprometer o coração, mesmo antes dos sintomas.
Como é o Check-up Cardiológico? É bastante simples. O paciente passa por exame clínico, exame físico e de alguns exames complementares como de laboratório onde será verificado as dosagens de níveis de colesterol, triglicérides e glicemia entre outros.
Será feito também um eletrocardiograma para ver o ritmo do coração e o teste ergométrico ou de esforço para identificar alterações como isquemia miocárdica assintomática.
O cardiologista também faz perguntas para saber o histórico familiar do paciente. Se há casos de doença do coração, obesidade, hipertensão, colesterol alto, diabetes ou outro fator de risco.
O check-up cardiológico também é indicado para quem pretende começar a fazer exercícios físicos.
Lembre-se, é melhor se prevenir do que esperar os sintomas aparecerem. Até mesmo as pessoas que se dizem ter ‘saúde de ferro’ só descobrem que o coração está falhando quando o coração dá sinais graves e muitas das vezes o comprometimento já é grande demais e os riscos de vida também.
Max Lima é médico especialista em cardiologia e terapia intensiva, conselheiro do CFM, médico do corpo clínico do hospital israelita Albert Einstein, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso(SBCMT), Médico Cardiologista do Heart Team Ecardio no Hospital Amecor e na Clínica Vida , Saúde e Diagnóstico. CRMT 6194.
Email: maxwlima@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos