SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

LUTO:Morre ex-capitão inglês que arrecadou milhões para sistema de saúde

Veterano da
Segunda Guerra, Tom Moore, de 100 anos, havia sido internado após testar positivo para covid-19. Em 2020, comoveu o Reino Unido ao lançar campanha de arrecadação de fundos para ajudar no combate à pandemia. Thomas Moore, o centenário veterano da Segunda Guerra Mundial que em 2020 comoveu a população britânica com seus esforços de arrecadação de fundos para combater a pandemia, morreu nesta terça-feira (02/02), anunciou sua família.
"É com grande tristeza que anunciamos a morte de nosso querido pai, o capitão Sir Tom Moore", disseram suas filhas em um comunicado.
Moore, de 100 anos, fora internado no domingo no hospital de Bedford, ao norte de Londres, para tratar uma pneumonia, após ter recebido diagnóstico positivo de covid-19 na semana anterior. Ele não havia sido vacinado contra o coronavírus, por estar tomando um outro medicamento.
"O último ano da vida do nosso pai foi nada menos do que notável. Ele foi rejuvenescido e experimentou coisas que sempre sonhou", comentaram suas filhas. "Embora tivesse estado por pouco tempo em tantos corações, ele foi um pai e avô incrível e permanecerá vivo em nossos corações para sempre."
Moore tornou-se numa referência de solidariedade nas primeiras semanas da pandemia de covid-19. Em abril de 2020, durante uma semana deu 100 voltas com o andador em torno de seu jardim na Inglaterra, por ocasião do seu 100.º aniversário, num tributo ao Serviço Nacional de Saúde.
O objetivo era arrecadar valores para os serviços de Saúde. A meta inicial era de apenas 1.000 libras (cerca R$ 7.300), mas o público reagiu com entusiasmo ao gesto, e Moore acabou arrecadando 33 milhões de libras (R$ 241,2 milhões).
Homenagens reais
A atitude comoveu o Reino Unido e gente do mundo afora, em meio a notícias ruins sobre a pandemia. Em julho, ele foi ordenado cavaleiro pela rainha Elizabeth 2º, por seus esforços na angariação de fundos para o Serviço Nacional de Saúde.
As doações estão sendo investidas em melhorias de salas de descanso e recuperação de agentes de saúde, dispositivos para permitir que os pacientes de hospitais mantenham contato com seus familiares, e na formação de grupos comunitários que apoiam os pacientes depois que recebem alta.
Nascido em 1920 e criado em Yorkshire, no norte da Inglaterra, Moore serviu no Exército Britânico durante a Segunda Guerra Mundial, atuando na Índia, antiga Birmânia e Sumatra, entre outros.
Elizabeth 2ª deverá enviar uma mensagem particular de condolências à família do benfeitor, informou o Palácio de Buckingham. "Sua Majestade gostou muito de conhecer o capitão Sir Tom e sua família em Windsor no ano passado", diz o comunicado do palácio. "Seus pensamentos e os da família real estão com eles, reconhecendo a inspiração que ele forneceu a toda a nação e a outras pessoas em todo o mundo."
Em mensagem no Twitter, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, também lamentou a morte do veterano: "O capitão Sir Tom Moore foi um herói no verdadeiro sentido da palavra. Seu legado viverá por muito tempo."
"Lamento muito saber que o capitão Tom faleceu no hospital", comentou o ministro britânico da Saúde, Matt Hancock, no Twitter. "Ele foi um grande herói britânico que mostrou o melhor de nosso país".
jps /av (Reuters, ots)cp
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos