Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação

Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação
Av. Rui Barbosa, S/N- Jardim Universitrio, Cuiabá - Mato Grosso. As informações de contato se encontram no (65) 99293-3962

Vereador Didimo Rodrigues Vovó

Vereador Didimo Rodrigues Vovó
Trabalhar por uma Cuiabá melhor

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

Senado Federal

Senado Federal
Para saber mais sobre essa unificação, clique aqui.

segunda-feira, 1 de março de 2021

Limpurb desmente fake news sobre paralisação do serviço de coleta fluvial no Rio Cuiabá

O equipamento está em pleno funcionamento, realizando o trabalho diário no Rio Cuiabá. A Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb) alerta à população sobre uma notícia falsa que vem sendo espalhada nos aplicativos de mensagens e redes sociais, nos últimos dias, em relação ao funcionamento da Balsa Ecológica. No vídeo, é divulgado erroneamente que “há mais de um mês” o equipamento está parado. A Limpurb destaca que essa informação é inverídica.
A Empresa Cuiabana, é responsável por coordenar e fiscalizar as ações de coleta de lixo na Capital e reforça que a Balsa Ecológica está em pleno funcionamento, realizando o trabalho diário no Rio Cuiabá, conforme é possível observar no vídeo abaixo, gravado no sábado (27). Dessa forma, a informação repassada de forma equivocada tem apenas a intenção de causar confusão na população sobre este importante serviço.
Além disso, a Limpurb lembra que, assim como qualquer outro equipamento, a Balsa Ecológica precisa passar por manutenções preventivas rotineiramente, a fim de garantir o seu bom funcionamento e toda segurança necessária aos trabalhadores que nela navegam. Esse procedimento foi realizado pela última vez na quinta-feira (25) e sexta-feira (26), retornando à atividade normal no sábado (27).
“Infelizmente, algumas pessoas divulgam essas informações falsas, visando de alguma forma prejudicar a Prefeitura de Cuiabá. O que podemos garantir é que trabalhamos de forma transparente e todas as vezes que a balsa precisou ficar em inatividade por um período considerado maior do que o habitual, de imediato informamos os munícipes, por meio do site da Prefeitura de Cuiabá”, comenta o diretor-presidente da Limpurb, Vanderlúcio Rodrigues.
Sobre a informação de que o valor mensal, supostamente, pago pela Balsa Ecológica é de R$ 250 mil, a Limpurb evidencia que essa afirmação também não procede. Isso porque, conforme estabelecido no atual contrato com a prestadora do serviço, o Município não arca com qualquer valor pela aquisição ou manutenção dos equipamentos que compõem o sistema de coleta de lixo na capital.
“Desde a última licitação, finalizada em 2018, a Prefeitura não paga por caminhões, lixeiras subterrâneas ou mesmo a Balsa Ecológica. O contrato atual estabelece o pagamento mensal pela quantidade de lixo coletado, englobando a coleta domiciliar e fluvial. Ou seja, a empresa vai sempre receber de acordo com o seu desempenho em cada mês”, explica o adjunto de Serviços Urbanos, Anderson Matos.
A BALSA ECOLÓGICA
O serviço de coleta fluvial foi implantado em junho de 2019 com a missão de contribuir para a limpeza e preservação do Rio Cuiabá. Executado por meio da Balsa Ecológica, a ação chega a retirar uma média mensal de 10 toneladas de lixo, somando os materiais recolhidos tanto na margem quanto no leito. O número é avaliado como positivo pela Prefeitura de Cuiabá e, conforme relato de ribeirinhos e trabalhadores da coleta, se confirma na prática.
O equipamento possui mais de 7 metros de comprimento, 3 metros de largura, e percorre diariamente um trecho de aproximadamente cinco quilômetros situado entre a Ponte Nova e a comunidade São Gonçalo Beira Rio.
Assessoria/Caminho Político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos