TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

segunda-feira, 8 de março de 2021

Projeto reserva 30% de vagas para mulheres e deve ampliar participação feminina no Legislativo

Medida foi proposta pelo senador Wellington Fagundes e anunciada na sessão que comemorou o Dia Internacional da Mulher.
Projeto de Lei apresentado pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT) pode garantir, no mínimo, 30% das vagas nos legislativos para as mulheres. Hoje, a legislação obriga os partidos a destinar 30% das vagas nas eleições para as mulheres, mas as que conseguem se eleger ainda são em número reduzido. Hoje, elas são 12% na Câmara dos Deputados, 13% no Senado Federal e 15% nas assembleias legislativas. “O que pretendemos é um avanço em relação a essa legislação e garantir que elas ocupem, no mínimo, 30% das vagas do parlamento”, diz o senador, que lembra o fato do Brasil ocupar a 134ª posição entre 193 nações no que se refere à participação da mulher na política. “Apesar da vigência da reserva de 30% das candidaturas proporcionais, a participação feminina na composição do Legislativo ainda é muito baixa”, avalia o senador. Pelo projeto, quando da renovação de dois terços do Senado, uma das vagas deve ser preenchida por mulher.
O assunto foi abordado durante a sessão do Senado em homenagem às mulheres, nesta segunda-feira (08.03) e a iniciativa de Fagundes foi comemoradapelas senadoras Rose de Freitas (MDB-ES), que presidiu a sessão especial, eLeila Barros (PSB-DF), que reforçaram a importância da participação feminina no Legislativo brasileiro. Relator da Comissão Temporária do Senado que trata das ações de enfrentamento à Covid-19,, o senador Wellington Fagundes ressaltou o papel das mulheres na prevenção e combate à pandemia. Ele lembrou que as mulheres já que representam 70% das profissionais de saúde e afirmou que as mulheres têm tido papel preponderante nas pesquisas científicas envolvendo o coronavírus.
Ele citou documento elaborado pela ONU/MULHERES mostra que as mulheres são essenciais na luta contra a pandemia – como socorristas, profissionais de saúde, voluntárias da comunidade e prestadoras de cuidados. Elas estão na linha de frente da resposta à pandemia, assumindo assim os custos físicos e emocionais, além de um maior risco de infecção na resposta à crise.
“Além de estarem mais expostas ao vírus, também estão sujeitas ao estresse, ansiedade e depressão como consequência da sobrecarga de trabalho e do distanciamento social”, disse.
Assessoria/Caminho político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos