TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

quinta-feira, 4 de março de 2021

Sindimed-MT exige que Empresa Cuiabana realize Concurso conforme sentença da justiça

O Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT) protocolou um pedido em face da Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECUSP e Município de Cuiabá, para que seja cumprida a sentença datada de 10 de julho de 2020 obrigando-a a realizar concurso.
“Condeno os requeridos, Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECUSP e o Município de Cuiabá, este de forma subsidiária, a realizar o concurso público, na forma da lei, para o provimento dos cargos que se enquadram nas atividades -fim da empresa requerida, em número suficiente de vagas ao regular funcionam ento do Hospital Municipal São Benedito, dentro do prazo de 180 (cento e oitenta) dias”, diz trecho da decisão da desembargadora Maria Erotildes Kneip.
“O Sindimed denunciou a contratação de 04 empresas médicas pela Empresa Cuiabana para suprir mão-de-obra médica sem contratações por CLT, nem concurso burlando as normas trabalhistas, uma vez que tais contratos teriam o condão de terceirizar a sua atividade-fim”, disse o assessor jurídico do Sindimed Bruno Álvares do escritório Vaucher e Álvares.
O prazo para realização de concurso venceu em janeiro, conforme a sentença e a Empresa Cuiabana continua atuando com os contratos de forma irregular.
“Chega de terceirizações, o sindicato não vai se calar até que o município de Cuiabá e o governo do estado também realizem os concursos públicos para a contratação efetiva de médico. Hoje em Cuiabá temos no sistema de saúde atuando apenas 30% de concursados o restante dos médicos são contratados senão por empresas terceirizadas por processo seletivo. Precisamos mudar essa realidade”, afirmou a diretora de Comunicação do Sindimed Mariane Figueiredo.
Número da Ação -1006534-02.2021.8.11.0041
Assessoria/Caminho político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos