PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS
PLATAFORMA EAD DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO Cuiabá - MT.

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quinta-feira, 29 de abril de 2021

AUXÍLIO SOCIAL: Russi participa de entrega do Ser Emergencial; “precisamos olhar por essas famílias”

O benefício financeiro será creditado a partir do dia 8 de maio e está sendo concedido em parceria com a Assembleia Legislativa. Serão aportados investimentos na ordem de R$ 45 milhões. R$ 10 milhões disponibilizados pelo Legislativo.
Em sua participação na primeira entrega dos cartões do Ser Família Emergencial, durante a manhã desta quinta-feira (29) em Cuiabá, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), reforçou a importância da ação imediata da rede de proteção social no atual momento, em que famílias de baixa renda sofrem os reflexos das medidas restritivas do combate à pandemia. “Nós precisamos olhar por essas famílias, por essas pessoas que mais precisam”, reafirmou.
Conforme a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), o auxílio de R$ 150 reais será creditado no cartão de cada beneficiado a partir do próximo dia 8 de maio. Um alívio para o pedreiro José Arnaldo dos Santos (65), morador do Bairro Doutor Fábio, que teve sua renda familiar afetada, após o início das restrições sanitárias.
“Minha profissão é de pedreiro, mas com essa pandemia eu fiquei sem serviço. Essa tá sendo uma época difícil, muita gente desempregada e muitos que prenderam a sua renda. Esse benefício chegou na hora certa e vai me ajudar muito”, comemorou.
Para Silvana Coelho (35), que está desempregada há 3 anos, essa é uma ajuda vinda em boa hora. Com um filho de 5 anos e o marido ganhando apenas um salário mínimo, a dona de casa vai utilizar o benefício para reforçar na compra de alimentos. “Reforçar na compra do arroz, do feijão, até porque hoje em dia tudo está caro”, assegurou.
A entrega inicial dos cartões do Ser Família Emergencial aconteceu na Escola Estadual Profº Joao Crisostomo De Figueiredo, no Bairro Doutor Fábio II e contou com a participação do governador Mauro Mendes, primeira-dama Virgínia Mendes, secretária da Setasc Rosa Maria e autoridades civis e militares.
O benefício financeiro será concedido por meio de parceria com a Assembleia Legislativa. Ao todo, serão aportados investimentos na ordem de R$ 45 milhões neste programa, sendo R$ 35 milhões dos cofres do Estado e R$ 10 milhões, disponibilizados pelo Legislativo, relativos ao duodécimo.
Para o presidente da Casa de Leis, que atua fortemente no social desde sua prmiera legislatura, a sensibilidade do Executivo e o olhar da primeira-dama estão sendo essenciais, para que esse auxílio financeiro futuramente alcance o máximo de famílias em situação de vulnerabilidade e que ainda não tenham sido alcançadas por nenhuma rede de proteção social.
“São mais de 100 mil famílias, nos 141 municípios, que estão precisando muito de auxílio financeiro. Essa é a união entre Estado, Assembleia, olhar social da primeira-dama Virgínia Mendes e toda a equipe da Assistência Social. Eu quero continuar e estar junto sempre em ações como essa, que levam alento às famílias que mais precisam”, complementou.
Quem terá direito ao Ser Família Emergencial
- o Ser Família Emergencial será concedido às famílias com renda mensal per capita de até R$ 89;
- o auxílio abrangerá beneficiários em situação de pobreza e extrema pobreza, inscritos no Cadastro Único das Políticas Sociais Brasileiras do Ministério da Cidadania (CadÚnico), e também inscritos no Programa Bolsa Família;
- somente será permitida a concessão de um benefício por família;
- terão preferência na concessão do benefício, as famílias consideradas em estado de extrema pobreza;
- o pagamento do benefício será feito preferencialmente à mulher;
- o auxílio será destinado exclusivamente para compra de alimentos, sendo proibida a aquisição de bebidas alcoólicas, produtos a base de tabaco, cosméticos e combustíveis.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos