Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação

Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação
Av. Rui Barbosa, S/N- Jardim Universitrio, Cuiabá - Mato Grosso. As informações de contato se encontram no (65) 99293-3962

Vereador Didimo Rodrigues Vovó

Vereador Didimo Rodrigues Vovó
Trabalhar por uma Cuiabá melhor

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

Senado Federal

Senado Federal
Para saber mais sobre essa unificação, clique aqui.

segunda-feira, 5 de abril de 2021

CORONAVÍRUS: Brasil tem 1.240 mortes por covid-19 em 24 horas

País soma agora 331 mil óbitos ligados ao coronavírus. Dados oficiais confirmam ainda 31 mil novos casos da doença, e total de infectados chega a 12,98 milhões. O Brasil registrou oficialmente 1.240 mortes ligadas à covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) neste domingo (04/04).
Também foram confirmados 31.359 novos casos da doença. Com isso, o total de infecções no país subiu para 12.984.956, enquanto os óbitos chegam a 331.433.
Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.
Os números divulgados nos fins de semana e feriados também costumam ser mais baixos, já que equipes responsáveis pela notificação trabalham em escala reduzida.
O Conass não divulga número de recuperados. Segundo o Ministério da Saúde, 11.305.746 pacientes haviam se recuperado da doença até a noite de sábado.
Com os dados de óbitos registrados neste domingo, a taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes subiu para 157,7 no país.
Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais infecções e mortes, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 30,67 milhões de casos e mais de 554,7 mil óbitos.
Ao todo, mais de 130,7 milhões de pessoas já contraíram o coronavírus em todo o mundo, segundo números oficiais, e 2,85 milhões de pacientes morreram em decorrência da doença.
ek (ots)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos