Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação

Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação
Av. Rui Barbosa, S/N- Jardim Universitrio, Cuiabá - Mato Grosso. As informações de contato se encontram no (65) 99293-3962

Vereador Didimo Rodrigues Vovó

Vereador Didimo Rodrigues Vovó
Trabalhar por uma Cuiabá melhor

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

Senado Federal

Senado Federal
Para saber mais sobre essa unificação, clique aqui.

sexta-feira, 2 de abril de 2021

CRIMINALIDADE: Entre lockdown e home office, 2020 foi ano ruim para ladrões

Novo coronavírus atinge o mundo com dureza, e entre as "classes profissionais" castigadas estão os assaltantes residenciais: para seu azar, a população agora passa tempo demais em casa. A confederação do setor de seguros da Alemanha, GDV, divulgou na quinta-feira (31/03) que o número de roubos residenciais no país atingiu o nível mais baixo desde as primeiras estatísticas disponíveis, em 1998. Houve 85 mil reivindicações de seguro em 2020, 10 mil a menos do que no ano interior.
"A queda dos arrombamentos se deve em grande parte à população passar tão mais tempo em casa, devido à pandemia de covid-19", explicou o presidente da GDV, Jörg Asmussen. "Muitas vezes os ladrões nem tiveram oportunidade para cometer o crime."
Também em consequência do confinamento e do trabalho à distância, as indenizações por roubo caíram para 230 milhões de euros, 70 milhões de euros a menos do que em 2019. O valor médio também encolheu cerca de 10%, girando em torno de 2.750 euros. A tendência decrescente dos pedidos de ressarcimento entre 2019 e 2020 foi registrada em todos os 16 estados alemães.
Por outro lado, o número de roubos residenciais no país já vinha caindo desde 2015, depois de um crescimento contínuo a partir de 2008, chegando a um pico de 167.136, quase o dobro da cifra de 2020.
Asmussen explica que grande parte dos proprietários de imóveis da Alemanha está investindo em tecnologia de segurança mais eficaz, o que tem compensado. Quase a metade das tentativas de arrombamento falha por os criminosos não conseguirem penetrar nas casas suficientemente rápido.
Richard Connor/Caminho Político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos