DIRETO DA VENEZUELA

DIRETO DA VENEZUELA
Tweets por ‎@infoenlaceweb INSTAGRAM @INFOENLACEWEB

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quinta-feira, 29 de abril de 2021

FBI faz buscas no apartamento de Giuliani, ex-advogado de Trump

Promotores investigam se ele violou as leis de lobby dos Estados Unidos em seus negócios com a Ucrânia. Dispositivos eletrônicos foram apreendidos. O FBI realizou nesta quarta-feira (28/04) buscas no apartamento e no escritório do ex-advogado de Donald Trump e ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani. De acordo com o The New York Times, "dispositivos eletrônicos" foram apreendidos.
As autoridades federais investigam se Giuliani fez lobby ilegal durante a administração de Trump, em 2019, em nome de funcionários e oligarcas ucranianos, que, ao mesmo tempo, o ajudavam a pesquisar possíveis fatos que poderiam prejudicar os adversários políticos de Trump, em especial o atual presidente americano, Joe Biden. Giuliani, em um comunicado, negou as acusações.
O filho de Giuliani, Andrew, condenou a operação, chamando-a de "nojenta" e acusando o Departamento de Justiça de uma agenda política.
"Qualquer pessoa, qualquer americano, seja você vermelho ou azul, deve ficar incomodado com o que aconteceu aqui hoje, com a contínua politização do Departamento de Justiça", disse a repórteres.
"Se isso pode acontecer com o advogado do ex-presidente, pode acontecer com qualquer americano. Basta", completou.
As tentativas de Giuliani de convencer o governo ucraniano a entregar informações comprometedoras sobre Hunter, filho de Joe Biden, vieram à tona e levaram à abertura de um processo de impeachment contra Trump, em 2019. O ex-presidente americano foi condenado pela Câmara, mas absolvido no Senado.
Dois homens que trabalharam para Giuliani na Ucrânia, Lev Parnas e Igor Fruman, foram indiciados no final de 2019 por acusações de violação das leis financeiras de campanha e outros crimes.
A Lei de Registro de Agentes Estrangeiros (Fara) considera crime federal tentar influenciar ou fazer lobby junto ao governo dos Estados Unidos a pedido de uma autoridade estrangeira, sem informar o departamento de justiça.
No ano passado, uma tentativa de promotores federais para obter um mandado de busca contra Giuliani foi negada pelo Departamento de Justiça, durante o governo Trump. Agora, com o novo procurador-geral, Merrick Garland, que assumiu o cargo no mês passado, o mandado foi aceito.
le (lusa, afp, ots)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos