Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação

Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação
Av. Rui Barbosa, S/N- Jardim Universitrio, Cuiabá - Mato Grosso. As informações de contato se encontram no (65) 99293-3962

Vereador Didimo Rodrigues Vovó

Vereador Didimo Rodrigues Vovó
Trabalhar por uma Cuiabá melhor

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

Senado Federal

Senado Federal
Para saber mais sobre essa unificação, clique aqui.

terça-feira, 6 de abril de 2021

O que uma suplementação errada pode fazer com seu coração?

A cena é cada vez mais comum nas academias. A pessoa se matricula, começa a fazer musculação, ouve “indicações” dos amigos, instrutores e 2 semanas depois decide tomar suplementos alimentares.
Não é levado em consideração que cada pessoa tem um metabolismo e um tipo de treinamento específico que exige diferentes esquemas de suplementação. O uso indiscriminado e desorientado dessas substâncias pode sobrecarregar alguns órgãos. Carboidratos e proteínas são os mais usados. Sendo que o carboidrato serve para antes ou durante o treino intenso ou longo como a maltodextrina que impede o déficit no rendimento e prevaleça uma condição muscular satisfatória.
Mas é só para atletas. Quem apenas malha pode suplementar com alimentação adequada.
PROTEÍNAS
Um alerta especial para quem é diabético. Visto que produtos com carboidratos desequilibram as taxas de açúcar no sangue. O que pode comprometer a saúde.
As proteínas promovem a formação e recuperação das lesões nas fibras musculares devido ao esforço intenso e repetitivo d eum treino pesado. No entanto, quando esse músculo se recupera logo após as atividades, ele ganha volume e força. Se for apenas um treino leve para manter o corpo, 70 gramas de proteínas são suficientes, o que pode ser feito com uma boa dieta alimentar.
Tomar proteína sem treinar uma parte será excretada e o restante será transformado em gordura, o que aumenta os níveis de colesterol e triglicerídeos. Além disso, pode haver sobrecarga de alguns órgãos, principalmente os rins.
Eles precisarão trabalhar mais para metabolizar todas essas substâncias que deverão ser eliminadas pela urina. Se a pessoa já tiver alguma predisposição, ela pode sofrer de insuficiência renal.
ANABOLIZANTES
O perigo para o coração se encontra nos esteróides anabolizantes, produtos proibidos no país que promovem o crescimento muscular rápido.
O coração pode apresentar deficiências a partir da quarta semana de uso de anabolizantes, e pode ocorrer a hipertrofia cardíaca – que costuma permanecer no corpo por até um ano após o seu uso, bem como a perda da força da contração do coração, esta de modo irreversível. Sinais como o aumento da pressão arterial , alterações das paredes dos vasos sanguíneos e elevações dos triglicérides também podem ser sinais decorrentes ao consumo de anabolizantes.
Além das complicações cardíacas, ocorre também a modificação das funções fisiológicas do fígado, que resulta em elevação do colesterol ruim (LDL) e diminuição do colesterol bom (HDL), com a ingestão de anabolizantes. Para os homens pode ocorrer a atrofia do órgão sexual, além de paralisação da fabricação dos espermatozoides e as mulheres tendem a masculinização completa.
Os esteroides anabólico-androgênicos, mais conhecidos como anabolizantes, são substância que contém o hormônio chamado de testosterona, bem como derivados. Este é um produto de uso medicinal legalizado. As pessoas recorrem a esse tipo de hormônio com a finalidade de aumento da massa muscular e da força física, além de melhor resultado no desempenho físico.
Para quem deseja músculos maiores e não atinge o resultado apenas com a musculação, a procura de um nutricionista do esporte, que seja bem referido e ético é o recomendado. Assim o resultado desejado será alcançado de forma saudável e eficaz, caso o paciente siga as indicações feitas pelo profissional.
TERMOGÊNICOS
Ainda há o grupo que decide perder peso de maneira rápida e apelam para os chamados termogênicos. Algumas substâncias ajudam a acelerar o metabolismo e aumentar a temperatura do corpo, o que favorece a queima de calorias. Em sua composição há substâncias como pó de guaraná, pimenta, cafeína e taurina. O problema é que alguns produtos possuem componentes proibidos no Brasil e não trazem a informação no rótulo. É aí que mora o perigo.
Os termogênicos podem afetar também o coração. Se o suplemento tiver efedrina ou algum composto dessa família, por exemplo, os estímulos de contração do músculo cardíaco podem aumentar para que mais sangue circule pelo corpo. Dessa maneira, o coração irá trabalhar mais. Para quem tem problemas cardíacos ou predisposição e não sabe, tal efeito pode ser um problema. Por isso, é fundamental consultar um médico e nutricionista antes de iniciar atividades físicas regulares, e deixar bem claro que você pode ter interesse em utilizar suplementos para que a ingestão seja feita de forma consciente e segura.
Por isso respeite os limites do corpo. Não tente resultados rápidos que além de não serem duradouros ainda podem prejudicar sua saúde o resto da vida.
Mais que ter um físico de dar inveja é preciso ter saúde. Pense nisso!
Max Lima é médico especialista em cardiologia e terapia intensiva, conselheiro do CFM, médico do corpo clínico do hospital israelita Albert Einstein, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia de Mato Grosso(SBCMT), Médico Cardiologista do Heart Team Ecardio no Hospital Amecor e na Clínica Vida , Saúde e Diagnóstico. CRMT 6194. Email: maxwlima@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos