Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação

Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação
Av. Rui Barbosa, S/N- Jardim Universitrio, Cuiabá - Mato Grosso. As informações de contato se encontram no (65) 99293-3962

Vereador Didimo Rodrigues Vovó

Vereador Didimo Rodrigues Vovó
Trabalhar por uma Cuiabá melhor

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

Senado Federal

Senado Federal
Para saber mais sobre essa unificação, clique aqui.

sexta-feira, 7 de maio de 2021

Dr. Luiz Guedes fala sobre o Dia Mundial do Lúpus

O mês de maio é o mês das mães, mas é também um mês importante para a medicina, em especial a reumatologia: o dia 10 de maio, próxima segunda-feira, marca a data do Dia Mundial do Lúpus, campanha reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) de conscientização e luta contra essa uma doença crônica, autoimune e de difícil diagnóstico.
Coincidência ou não, o fato da data ser próxima ao dia das mães no Brasil tem fundamento, já que o Lúpus por muito tempo foi temido por representar infertilidade e impossibilidade de gerar descendentes para as portadoras. Com os avanços da medicina e dos tratamentos disponíveis, hoje em dia pacientes lúpicas podem sim ter filhos com planejamento a depender do estágio da doença.
LES - Lúpus Eritematoso Sistêmico
O Lúpus é uma doença reumática, inflamatória e autoimune que acomete particularmente mulheres jovens. Por conta de uma falha, o sistema imunológico do portador passa a não reconhecer mais os órgãos internos e passa a atacá-los, causando respostas inflamatórias e lesões.
Os sintomas são diversos e variados, mas 80% dos casos apresentam lesões na pele em algum momento. A maior parte das manifestações clínicas já é referente aos quadros de inflamação de órgãos internos como rins e articulações e podem ser cansaço, dor e falta de apetite. O diagnóstico médico é feito clinicamente com a presença de sintomas e o resultado positivo de exames como o FAN, anti-Sm, anti-Ro e anti-DNA. Mas é preciso chamar atenção para o fato de que o exame FAN positivo, por si só, não é diagnóstico de lúpus.
Felizmente, o tratamento para o LES garante qualidade de vida aos portadores, havendo a possibilidade da doença entrar em remissão. Nesse caso, o paciente ainda possui a doença, mas os quadros inflamatórios, sintomas e complicações são quase nulos. A cloroquina é um medicamento desenvolvido com o propósito de tratar LES, doença para a qual ainda é muito eficaz e recomendada nas dosagens indicadas pelo médico. A automedicação é prejudicial para todos e deve ser evitada.
Para falar mais sobre o assunto, o médico Luiz Sérgio Guedes está disponível para entrevistas. Só me chamar no privado. Contado abaixo.
Dr. Luiz Guedes é reumatologista, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Reumatologia, Residência em Reumatologia e Doutor em Reumatologia pela Universidade de São Paulo-SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos