PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

Hospital Estadual Santa Casa

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quarta-feira, 14 de julho de 2021

JULHO VERDE: Oncologista alerta: tabagismo e HPV são principais causas de câncer na cabeça e pescoço

O mês de julho é dedicado à campanha de prevenção ao câncer de cabeça e pescoço, um nome genérico para uma série de cânceres que podem atingir a boca, a parte nasal, a garganta e a laringe.
O médico oncologista Tiago Cerzósimo de Oliveira do Hospital São Mateus, em Cuiabá, explica que esses cânceres têm como principal causa o tabagismo. “O câncer de cabeça e pescoço dificilmente ocorrerá em um paciente que nunca tenha fumado ou ingerido bebida alcoólica. Contudo, existe um segundo fator de risco que é causado pelo HPV [Papilomavírus Humano]”.
Tiago reforça que a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) aponta que a incidência desse tipo de câncer é mais prevalente em homens, pelo fato de fazerem mais uso do fumo e da bebida alcoólica. “É importante ressaltar que a partir do momento que mais pessoas deixarem de fumar, a taxa desse tipo de câncer também diminui”, reforça o médico.
Segundo a Pesquisa Nacional da Saúde (PNS), referente a 2019, que é o dado mais recente publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 20,4 milhões de brasileiros são fumantes. A PNS aponta ainda que 16,2% dos homens são fumantes e 9,8% das mulheres têm esse vício.
A consequências desse hábito, que é considerado uma doença crônica em razão do teor de dependência química e psicológica que cria, reflete-se em outra estatística preocupante, que é a incidência e número de mortes por conta de câncer.
De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer na cavidade oral – um dos cânceres de cabeça e pescoço - é o 5º tipo de neoplasia que acomete mais os homens brasileiros. Em 2020, foram registrados 11,2 mil novos casos deste tipo de câncer no Brasil.
Outro câncer que figura entre os de cabeça e pescoço é o de laringe, que acometeu 6.470 homens no país no ano passado, sendo a 8ª maior incidência entre os homens.
No ranking de principais causas de morte por câncer estabelecido pelo Inca, está o de cavidade oral que em 2019 – dados mais recentes – ceifou a vida de 5.120 vidas entre os homens.
Os cânceres de cabeça e pescoço, apesar de acometer também as mulheres, de acordo com o Inca não estão entre as principais causas de morte e nem de incidência de tumores entre elas.
“A recomendação aos pacientes que possuem os fatores de riscos é realizar um exame de videolaringoscopia pelo menos uma vez por ano. Isso porque ao detectar um nódulo na fase inicial é possível a realização do tratamento de forma precoce e dessa forma preservar o órgão”, pontua o médico Tiago Cerzósimo.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos