PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

Hospital Estadual Santa Casa

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sexta-feira, 2 de julho de 2021

RECUPERAÇÃO DE CRÉDITO: Patrimônio de empresa tem sido cada vez mais utilizado para pagar dívidas dos sócios, explica advogado

Tem sido cada vez mais comum no universo da recuperação de crédito a aplicação da desconsideração da personalidade jurídica inversa para garantir que dívidas de pessoas físicas possam ser quitadas pela via judicial.
O advogado Alex Cardoso, que é conselheiro de instituição financeira, especialista em gestão de crédito, risco e recuperação de crédito, explica que a desconsideração da personalidade jurídica inversa tem crescido desde que passou a valer as novas regras da Lei de Liberdade Econômica, de 2019. O objetivo é garantir que o patrimônio da personalidade jurídica possa responder pelo débito dos sócios.
“Muitas vezes uma pessoa física atua como sócio oculto de uma sociedade empresária. E dessa forma seus contratos, enquanto pessoa física, podem ser prejudicados quando a inadimplência não consegue ser resolvida com o patrimônio registrado no CPF do devedor”, explica.
Exemplo clássico de manobras que devedores aplicam para tentar se livrar dos débitos é a sucessão empresarial. “Essa ainda é uma estratégia muito utilizada pelos devedores contumazes, mascarando o encerramento de empresas sequenciando a atividade empresarial em nome de terceiros”.
Mas para combater esse e outros tipos de fraude aos credores, Alex aponta que a evolução da legislação junto às várias estratégias que os credores podem utilizar para satisfazerem seus créditos têm obtido resultados exitosos na demonstração da Teoria da Aparência, na qual o devedor oculta bens e direitos próprios em nome de terceiros.
Dentre esses institutos está a desconstituição da personalidade jurídica tradicional, que, por sua vez, visa expropriar bens do sócio por dívidas da pessoa jurídica.
O advogado aponta que outras ferramentas de recuperação de crédito também estão disponibilizadas pelo próprio Poder Judiciário, como o SISBAJUD (Sistema de Busca de Ativos do Poder Judiciário), que busca ativos no mercado financeiro em nome dos devedores, além da possibilidade de utilizar das reclamações pré-processuais, que funcionam como mediações intermediadas em ambiente judicial.
"Isso tudo precedido da cobrança e negociações extrajudiciais, colocam cada vez mais o devedor na mira dos credores mais atentos", pontua.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos