PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

Hospital Estadual Santa Casa

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sábado, 31 de julho de 2021

Sequelas ortopédicas pós-Covid preocupam ortopedistas

O estudo “Skeletal Muscle Wasting and Function Impairment in Intensive Care Patients With Severe COVID-19”, realizado por médicos do Hospital Sírio Libanês em março de 2021, envolvendo pacientes de terapia intensiva com Covid-19 grave, revelou que a perda e a diminuição da força muscular ocorreram precocemente e rapidamente durante 10 dias de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), demonstrando a forte relação de dano na função do músculo esquelético nesses pacientes.
Associando os estudos às recorrentes queixas de pessoas que procuraram os consultórios ortopédicos em busca de recuperação muscular posterior à infecção pelo Coronavírus, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) decidiu compartilhar recomendações a respeito dessa reabilitação em pacientes em uma condição de pós-Covid-19 e queixas ortopédicas.
Para o presidente da Comissão de Campanhas Públicas da SBOT Nacional, Jean Klay dos Santos Machado, as formas moderadas e graves do vírus têm gerado sarcopenia, que é a diminuição da musculatura chamada de massa magra. “Toda vez que essa condição ocorre, existe uma exposição das articulações à sobrecarga. Então, pacientes que já vinham com alguma doença osteoarticular, ficam mais sintomáticos diante de um quadro de sarcopenia”, afirma Jean Klay. Ele ainda reforça que quanto maior o processo inflamatório da doença, maior será a repercussão na musculatura.
Para o presidente da SBOT, secional Mato Grosso, Dr. Vitor Spalatti, a reabilitação muscular deve se iniciar ainda enquanto os pacientes estão no hospital. “Estamos falando de uma doença viral sistêmica, ou seja, que afeta o organismo como um todo, e que pode se apresentar em sua forma leve, moderada, grave ou crítica. Por isso, é importante iniciar essa recuperação rapidamente, com movimentos realizados no leito e/ou caminhadas curtas, mantendo sempre os cuidados precoces”, declara.
Para aqueles que não tiveram a doença, salienta-se a relevância de manter um adequado condicionamento muscular. “Além de estar associado com quadros mais leves da doença no caso de uma eventual infecção pelo Novo Coronavírus, a boa saúde dos músculos vai certamente facilitar a recuperação”, conclui Jean Klay.
Assessoria/Equipe YOD/Caminho Político
Fotos: Pixabay
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos