PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

Hospital Estadual Santa Casa

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

domingo, 15 de agosto de 2021

Haiti busca sobreviventes após terremoto

Mais de 700 mortes foram confirmadas, e hospitais superlotados recebem feridos. Esforços de resgate podem ser prejudicados pela chegada de tempestade na segunda. Equipes de resgate no Haiti estão correndo contra o tempo para localizar os sobreviventes de um forte terremoto no sábado (14/08) de magnitude 7,2 na escala Richter, que foi seguido por um segundo tremor de magnitude 5,8.
Pelos menos 724 mortes já foram confirmadas no país, que também atravessa instabilidade política após o assassinato do presidente Jovenel Moïse em julho. O terremoto ocorreu por volta de 8h30 no horário local (9h30 em Brasília) e também foi sentido na República Dominicana, Cuba e Jamaica.
O epicentro do tremor, que destrui edifícios e fez moradores saírem correndo de suas casas, foi registrado a 160 quilômetros a oeste da capital Porto Príncipe. Igrejas, escritórios, escolas e casas ruíram com o terremoto, que deixou centenas de pessoas presas nos escombros e feriu pelo menos 1,8 mil, segundo a agência de defesa civil do país.
Equipes profissionais e formadas por voluntários estão trabalhando no resgate e "muitas pessoas já foram retiradas dos destroços", disse a agência. Hospitais já superlotados seguem recebendo feridos.
O primeiro-ministro do Haiti, Ariel Henry, que tomou posse em julho, declarou estado de emergência válido por um mês e pediu à nação que "demonstre solidariedade" e não entre em pânico.
Imagens compartilhadas em redes sociais mostram pessoas freneticamente tentando tirar vítimas dos destroços de edifícios que colapsaram, e moradores buscando por segurança em frente às suas casas.
"As casas e as paredes colapsaram. O teto da catedral caiu", disse Job Joseph, morador da cidade de Jeremie, no extremo oeste do país. Danos extensos foram relatados no centro da cidade, onde moram cerca de 200 mil pessoas. Na cidade de Les Cayes, no sul do Haiti, o edifício de um hotel com diversos andares colapsou.
Ajuda internacional
Os Estados Unidos e outros países rapidamente ofereceram apoio. O presidente americano Joe Biden aprovou o envio "imediato" de ajuda e a República Dominicana enviou equipamentos médicos e alimentos.
O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, disse que estava acompanhando a "tragédia" no Haiti e que a organização estava trabalhando para oferecer apoio no resgate e socorro das vítimas.
Uma brigada de 253 médicos cubanos que já estava no Haiti foi mobilizada para cuidar dos feridos e adaptar um hospital em Porto Príncipe atualmente utilizado para pacientes com covid-19.
No Equador, os bombeiros de Quito anunciaram que enviariam um time de 34 especialistas e busca e resgate em áreas urbanas. México, Chile, Argentina, Peru e Venezuela também ofereceram apoio.
Os esforços de resgate podem ser prejudicados pela tempestade tropical Grace, que deve trazer chuvas intensas e possíveis inundações ao Haiti a partir da noite de segunda-feira, segundo o serviço nacional de meteorologia dos Estados Unidos.
Um terremoto de magnitude 7,0 em janeiro de 2010 destruiu grande parte de Porto Príncipe e outras cidades, matando mais de 100.000 pessoas e ferindo cerca de 300.000.
Mais de um milhão e meio de haitianos ficaram desabrigados, deixando as autoridades da ilha e a comunidade humanitária internacional com um desafio colossal em um país que carece de um cadastro ou de códigos de construção.
bl (AFP)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos