PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS
PLATAFORMA EAD DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO Cuiabá - MT.

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

Projeto de Fávaro contra incêndios avança na Câmara

O Projeto de Lei de autoria do senador Carlos Fávaro (PSD-MT) que trata do uso da aviação agrícola no combate a incêndios (PL 4629/2020) está pronto para ir ao Plenário da Câmara dos Deputados. Isso porque nesta quarta-feira (9) o texto foi aprovado pelos parlamentares integrantes da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Casa, última etapa antes da votação por parte dos deputados federais.
“Recebemos com alegria a notícia de que o nosso projeto avançou na Câmara dos Deputados. Trata-se de uma importante ferramenta para que os gestores públicos tenham mais condições de enfrentar os incêndios florestais, que castigam todo o território brasileiro no período das secas”, destacou Fávaro ao comentar a votação.
Antes de passar pela CCJC, o texto já havia sido aprovado pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara, também sem nenhuma alteração. A proposta, que altera o Código Florestal, permite a estados e municípios a contratação de aviões agrícolas no combate aos incêndios, o que, segundo o senador, trará economia aos cofres públicos.
Isso porque no período das secas, estas aeronaves ficam em solo, sem uso. “Com esta regulamentação, o Poder Público pode, ao invés de ter que comprar aeronaves e equipamentos, contratar os serviços das empresas de aviação agrícola, o que sai bem mais barato, além de garantir uma renda extra aos pilotos”, pontuou o parlamentar.
Fávaro espera agora que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), coloque o projeto em votação para que ele, se aprovado, siga para sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Tenho a convicção de que o presidente Lira sabe da importância e da relevância do texto, haja vista a tramitação nas duas comissões. Em breve, teremos uma ótima notícia”.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos