PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS

VI SIMPÓSIO SOBRE DISLEXIA DE MATO GROSSO – 2021 - MINICURSOS
PLATAFORMA EAD DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO Cuiabá - MT.

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

terça-feira, 7 de setembro de 2021

RECONHECIMENTO: Cuiabá é a 39º cidade mais inteligente e conectada do Brasil, aponta pesquisa

O Ranking Connected Smart Cities coleta dados e informações de todos os 677 municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes.
Cuiabá é a 39º cidade mais inteligente e conectada do país. É o que aponta o Ranking Connected Smart Cities, elaborado pela sétima vez pela empresa Urban Systems, em parceria com a Necta, que mapeou todos os 677 municípios com mais de 50 mil habitantes no país, com o objetivo de apresentar as cidades mais inteligentes e conectadas de acordo com 75 indicadores, que poderiam garantir uma pontuação máxima de 70 pontos a cada cidade avaliada. Cuiabá ficou em 39º com 32,8 pontos. A primeira colocada é São Paulo (SP), com 37,5.
No estudo, foram levados em conta 11 indicadores. São eles: Mobilidade, Urbanismo, Meio ambiente, Energia, Tecnologia e inovação, Economia, Educação, Saúde, Segurança, Empreendedorismo e Governança. O quesito Energia foi o único que não gerou pontuação. As demais geraram rankings próprios de 100 cidades, nos quais Cuiabá se destacou nos indicadores de Saúde (15º lugar), Tecnologia e Inovação e Empreendedorismo (22ª colocação em cada ranking), Mobilidade (40ª posição), Governança (45º lugar) e Segurança (53ª posição).
Para ser considerada inteligente e conectada pela pesquisa, a cidade analisada precisa oferecer serviços e soluções inteligentes proveniente do setor público para auxiliar na vida da população, por exemplo: bilhete eletrônico transporte público; semáforos inteligentes; cadastro imobiliário informatizado, georreferenciado e disponibilizado ao cidadão; monitoramento de área de risco; centro de controle e operações; agendamento online de consulta na rede pública de saúde; atendimento ao cidadão por meio de aplicativo, entre outros.
O prefeito Emanuel Pinheiro comemorou a posição de Cuiabá no ranking nacional. “Para nós é uma honra receber esse reconhecimento, que não é somente em relação ao trabalho do Poder Público, mas de todos cuiabanos, de todos aqueles que aqui vivem, investem, trabalham, colocam suas forças para ter uma vida cada vez melhor e, com isso, fazer a cidade cada vez melhor. Essa pesquisa avaliou 677 municípios de todo o Brasil e apenas 100 entraram no ranking. Dessa lista, apenas 8 municípios são da região Centro-Oeste e Cuiabá está neste seleto grupo de cidades mais inteligentes e conectadas, ou seja, que oferecem serviços e soluções inovadores e integrados, permitindo ao cidadão uma gama de possibilidades e facilidades seja na vida cotidiana ou no ambiente de negócios”, comentou.
O estudo
O levantamento é realizado pela Urban Systems, uma consultora de Inteligência de Mercado e Planejamento Urbano, que auxilia na elaboração de Diagnóstico de cidades e no desenvolvimento de Planos Estratégicos Econômicos e Urbanos.
O objetivo do diagnóstico de cidades é permitir mapear e apresentar as configurações reais da cidade, tendo o Ranking Connected Smart Cities como um dos seus pontos de partida, para compreender indicadores e níveis de desenvolvimento do município.
Conforme os pesquisadores que elaboraram o estudo, com base em um diagnóstico, é possível o início do Planejamento Estratégico da cidade, que deve considerar as dimensões econômicas e urbanas, pois enquanto a primeira atua como a base da sustentabilidade, é importante planejar a cidade considerando sua heterogeneidade urbana. Os planos estratégicos mapeiam necessidades e traçam objetivos de curto, médio e longo prazo, compreendendo que deve ser sempre pensado em ciclos de desenvolvimento e não em ciclos políticos.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos