Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Seu título está na mão

Seu título está na mão
1º Título de Eleitor Decreto nº 3.029 - 9.1.1881

Assembleia Legislativa de Mato Grosso

Assembleia Legislativa de Mato Grosso
Seja bem-vindo ao perfil oficial da Assembleia Legislativa de Mato Grosso!

sábado, 16 de outubro de 2021

Caged: IPF-MT constata que estoque de postos de trabalho estão desatualizados

Um levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio em Mato Grosso (IPF-MT) expõe um equívoco nos dados do Novo Caged, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com relação ao estoque de postos de trabalho no estado. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, até agosto de 2021, existiam apenas 63.975 vagas preenchidas no grupamento de “Administração Pública, defesa, Seguridade Social, Educação, Saúde Humana e Serviços Sociais”, enquanto a Rais (Relação Anual de Informações Sociais), ano-base 2019, traz um estoque de 158.918 somente de servidores estatutários.
No mês de setembro, a Fecomércio-MT relatou, em ofício, a inconsistência dos dados ao IBGE e, em resposta, o chefe de Gabinete do ministro de estado de Trabalho e Previdência, Leandro Barbosa de Lima, destacou que “o Novo Caged, assim como o Caged, não contemplam todas as categorias de trabalhadores, portanto os números apresentados não serão similares aos captados por outros sistemas”.
Diante dessas informações, o diretor de Pesquisas do IPF-MT, Maurício Munhoz, relata que o novo Caged, por si só, não pode ser utilizado como base real para demonstrar o perfil atualizado do emprego, por provocar uma distorção da realidade mato-grossense. “A Rais está mais bem construída, mas infelizmente, não temos como obter dados atualizados dela”, ao se referir ao ano-base disponibilizado pelo órgão, que é de 2019.
O documento que comprova esta distorção e que tramita no Ministério do Trabalho e Previdência (MTE) traz outras inconsistências. Pelo fato de nem toda empresa declarar o eSocial, o que limita os resultados executivos do novo Caged, e mesmo buscando outros sistemas, como Caged e Empregador Web, ainda assim não representa a totalidade de vínculos empregatícios ativos no estado.
Apesar de a base de dados da Rais contemplar uma abrangência maior que as do novo Caged, o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destaca a falta de dados atualizados do IBGE. “A Federação se utiliza dessas informações para fazer análises e municiar a imprensa que, consequentemente, informa a população, entretanto, os dados de 2019 não refletem a realidade atual das vagas de trabalho”.
Ainda segundo a Rais, no ano-base de 2019, foram registrados um total de 868.521 vínculos ativos (estoque) no estado de Mato Grosso. Para o Grupamento Administração Pública, defesa, Seguridade Social, Educação, Saúde Humana e Serviços Sociais foram 218.003 postos de trabalho, sendo que 158.918 eram do tipo estatutário e que não constam no novo Caged.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos