PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

Hospital Estadual Santa Casa

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sábado, 6 de novembro de 2021

Sindimed-MT denuncia unidade de saúde em construção há 10 anos tomada pelo mato

O entorno do bairro Jardim Imperial vem se expandindo com inúmeras construções de condomínios residenciais. Nos últimos dez anos a população mais do que dobrou nessa região.
Com uma capacidade instalada muito aquém da necessidade, e atendendo uma demanda mais de dez vezes superior à sua capacidade instalada, a Unidade Básica de Saúde da Família do bairro Jardim Imperial vem prestando assistência graças a uma equipe aguerrida e comprometida com a saúde pública. No outro lado da Avenida das Torres, no Jardim Imperial II, a Prefeitura de Cuiabá vem construindo a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Imperial II há dez anos. O prédio está pronto, com uma estrutura muito bem feita, porém está tomada pelo mato, com fiação elétrica comprometida por furtos de fios e com o teto com infiltrações.
“Essa unidade está pronta e possui uma estrutura que poderia melhorar muito o atendimento à população do grande Jardim Imperial: condomínio da linha dos Rios, condomínios existentes aos arredores da avenida das Torres e dos condomínios MRV, Recanto dos Pássaros, Jardim Universitário, e outros bairros ao redor. No entanto, encontra-se abandonada, tomada pelo mato simplesmente porque a prefeitura de Cuiabá não consegue equipar a UBS. Não basta construir prédios, tem que equipar e fazer a manutenção. É necessário ter o que na saúde se tem de mais precioso: os profissionais de saúde”, afirma Adeildo Lucena, presidente do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT).
A construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Jardim Imperial II foi iniciada em 2008. Havia uma expectativa de ser entregue em um ano, mas até hoje o local continua abandonado, com o mato tomando conta, infiltração em algumas salas e ainda fiação toda arrebentada.
“Não tem como prever a entrega desse benefício aos moradores. A única providência que a prefeitura tomou foi por vigias para que não se depredasse ainda mais o patrimônio público. Tem muitos problemas iniciados na gestão anterior a do prefeito afastado Emanuel Pinheiro e que se perpetuaram em toda sua gestão. As contratações de profissionais de saúde superiores há dois anos (contratos com mais de dez anos), mais de 70% de contratos em relação aos profissionais de saúde concursados, a distribuição do Prêmio Saúde sem critérios definidos. Um desrespeito às leis vigentes! A criação da própria Empresa Cuiabana de Saúde Pública data de antes da posse da primeira gestão do Pinheiro. Em contrapartida ele não corrigiu e tinha ciência da necessidade de fazer o concurso público para contratar profissionais da área de saúde, mas optou por contratos irregulares com firmas. Quanto foi gasto nessa obra durante essa década? É preciso seriedade cm o dinheiro público”, reafirma Adeildo.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos