Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Mixto Esporte Clube

Mixto Esporte Clube
Nas origens do Mixto uma mescla de cultura, tradições regionais e esportes praticados por homens e mulheres.

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022

quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

Morre bell hooks, pioneira do feminismo afro-americano

Escritora e ativista de 69 anos faleceu em casa, nos EUA. Ao longo da vida, hooks escreveu mais de 40 obras, traduzidas para 15 idiomas, abordando temas como feminismo e racismo. Morreu nesta quarta-feira (15/12), aos 69 anos, a ativista e escritora bell hooks, pioneira entre as feministas afro-americanas.
Hooks faleceu "após uma longa enfermidade", em sua casa, em Berea, no estado do Kentucky, informou o Barea College, universidade onde ela era professora. De acordo com o jornal Washington Post, a causa da morte foi insuficiência renal em estágio terminal. Pelo Twitter, as irmãs de hooks lamentaram a morte da escritora e informaram que ela faleceu rodeada pela família e amigos.
Com mais de 40 obras publicadas, traduzidas em 15 idiomas, hooks é considerada uma das mais importantes escritoras e teóricas feministas de sua geração.
Para o Washington Post, seu trabalho redefiniu o feminismo nos Estados Unidos e ampliou o movimento, que muitas vezes era entendido como um instrumento apenas das mulheres brancas de classe alta e média.
Em 2020, seus livros voltaram aos holofotes após os protestos contra o racismo que tomaram conta dos Estados Unidos.
Pseudônimo em homenagem a bisavó
Nascida Gloria Jean Watkins, em 25 de setembro de 1952 em Hopkinsville, no Kentucky, ela cresceu em uma família de sete irmãos e frequentou escolas racialmente segregadas.
Posteriormente, estudou nas universidades de Wisconsin, Stanford (Califórnia) e na Universidade da Califórnia em Santa Cruz, onde cursou inglês e fez doutorado em Literatura.
Adotou o pseudônimo de bell hooks (com iniciais minúsculas) em homenagem a sua bisavó materna, Bell Blair Hooks, para, como ela descreveu em uma entrevista, enfatizar o "conteúdo dos livros", não quem ela era.
Sob o nome de bell hooks, publicou em 1978 sua primeira obra, uma coleção de poemas intitulada And There We Wept.
Em 1981, lançou Eu não sou uma mulher, que examina a natureza do feminismo negro através das lentes do sexismo e da escravidão, assunto que voltou a ser analisado em livros como Teoria Feminista: Da Margem ao Centro e O feminismo é para todo mundo.
Ela escreveu mais de 40 obras, que incluem ensaios, livros infantis e poesias, além de tocar em uma infinidade de tópicos que vão do feminismo ao racismo, passando por cultura, política, amor e espiritualidade.
Em seus livros, mistura opiniões pessoais com política ao abordar questões tão variadas como a representação de negros no cinema, a natureza do amor ou a análise dos videoclipes de Madonna.
le (efe, Reuters, ots)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos