Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Mixto Esporte Clube

Mixto Esporte Clube
Nas origens do Mixto uma mescla de cultura, tradições regionais e esportes praticados por homens e mulheres.

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Sindimed-MT diz que governo não fará concurso em 2022 e entra na justiça contra processo seletivo da SES

O Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT) propôs Ação Civil Pública com pedido de tutela de urgência para SUSPENDER E IMPEDIR a tentativa do Estado de Mato Grosso de realizar processo seletivo e aponta contradição na fala do governo de que vai realizar concurso público esse ano, sendo que nem a comissão para a elaboração foi criada e ainda por ser ano eleitoral, o que é impeditivo da realização do mesmo.
“Esse processo seletivo não pode sem realizado sem qualquer respaldo na legislação vigente”, informa o advogado Bruno Álvares do Escritório Vaucher e Álvares, assessor jurídico do Sindicato.
Segundo o advogado a ação pede ainda que o judiciário faça cessar a perpetuação da ilegalidade consistente na não realização de concurso público para provimento de cargos junto à SES/MT, processo este que se perdura há 20(vinte) anos.
“O Sindimed não vai se omitir. Já são 20 anos sem realização de concurso público para suprir a demanda de profissionais para atuarem junto ao Sistema Público de Saúde. E agora lançam um Edital com a oferta de vínculos precários alegando para a contratação EMERGENCIAL oferecendo 2.959 vagas até para Médicos Auditores, que exercem função fiscalizatória e detém poder de polícia, o que só pode ser executado por servidores públicos de carreira, ou seja, cheio de erros e ilegalidades tudo para não realizar o concurso público. Não adianta o governo dizer que vai realizar sem ter ao menos criado a comissão de elaboração do edital e do cronograma. O governador se contradiz dizendo que vai realizar concurso, mas que precisa de um ano, ou seja, esse ano não vai realizar nada ”, afirma Adeíldo Lucena, presidente do Sindimed-MT.
O Sindicato diz que a questão tem que ser levada ao poder judiciário para que não se eternize a ilegalidade no Estado.
“O interesse é somente o bem estar da população e recursos humanos é fundamental para o bom atendimento da saúde. Um processo seletivo nesse momento não faz sentido, mostra a falta de interesse sim do governo em realizar o concurso”, disse Adeildo.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos