Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

SETE MESES DE ATRASO: Após cobrança de Medeiros, governo paga dívida com hospitais filantrópicos

Após o deputado
federal José Medeiros (PODE) denunciar o atraso de quase sete meses no repasse de recursos do antigo Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (Feef-MT) para os hospitais filantrópicos de Mato Grosso, o Governo do Estado divulgou nesta terça-feira (8) o pagamento de R$ 21,5 milhões para as unidades de saúde. O recurso foi destinado aos municípios que são responsáveis por destinar o montante para os filantrópicos conveniados.
“Felizmente o governo reconheceu oficialmente a dívida e fez o pagamento. Demorou quase um ano, mas o repasse foi realizado. O governador e o secretário de Estado de Saúde precisam entender que o estado existe para cuidar das pessoas e não para acumular lucros. Respeitar as leis e o trabalho desenvolvido pelos hospitais filantrópicos, principalmente nesse período de pandemia do Covid-19, é respeitar milhares de mato-grossenses que são atendidos por essas unidades de saúde. Vamos continuar contribuindo, fiscalizando e cobrando para que os recursos da saúde cheguem na ponta, ou seja, no usuário do Sistema Único de Saúde (SUS)", frisa Medeiros, que destinou R$ 33 milhões para evitar o fechamento da Santa Casa de Rondonópolis. A unidade de saúde filantrópica atende mais de 600 mil usuários do SUS da região Sul e Sudeste de Mato Grosso.
Além da Santa Casa, Medeiros foi responsável por enviar R$ 900 mil para a compra de um tomógrafo e um raio-x para o Hospital Regional de Rondonópolis e R$ 6 milhões para o custeio da saúde. Os recursos foram destinados, em 2020, para o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde. Em 2021, o parlamentar destinou praticamente todas suas emendas parlamentares para a saúde pública. Os recursos foram enviados diretamente aos municípios para o custeio e compra de equipamentos hospitalares. Agora em 2022, o deputado também vai priorizar a saúde na distribuição das emendas.
A superintendente da Santa Casa de Rondonópolis, Bianca Talita Franco, lamenta os atrasos no repasse do fundo e ressalta que o recurso é imprescindível para manter o funcionamento dos hospitais filantrópicos. “É incompreensível o atraso de um recurso que é previsto em lei. O estado está superavitário e os hospitais continuam com dificuldades em manter o atendimento ao usuário do SUS”, comenta a superintendente.
De acordo com o matéria divulgada pela assessoria da Secretaria de Saúde do Estado, o pagamento de R$ 21,5 milhões contemplou as seguintes instituições: Hospital Geral (R$ 5,2 milhões), Hospital Santa Helena (R$ 4 milhões), Hospital de Câncer de Mato Grosso (R$ 4 milhões), Instituto Lions da Visão (R$ 1,4 milhões), Santa Casa de Rondonópolis (R$ 4,1 milhões), Casa de Saúde Paulo de Tarso (R$ 432 mil), Hospital Geral de Poconé (R$ 280 mil), Hospital e Maternidade São João Batista (R$ 352 mil), Hospital São Lucas do Rio Verde (R$ 768 mil), Hospital Vale do Guaporé (R$ 420 mil) e Hospital Evangélico (R$ 273 mil). Os valores são referentes ao período de julho a dezembro de 2021.
Caminho Político(Com assessoria SES)
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos