Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Seu título está na mão

Seu título está na mão
1º Título de Eleitor Decreto nº 3.029 - 9.1.1881

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT

terça-feira, 5 de abril de 2022

Audiodrama “O Ouro de Cuiabá” será lançado nesta sexta-feira (08), série resgata fatos históricos da capital

Pascoal Moreira Cabral foi o primeiro bandeirante paulista a pisar em Cuiabá? A ocupação capital de Mato Grosso começou pela comunidade de São Gonçalo Velho ou pelas Lavras do Sutil? Curiosidades históricas como essa, da nossa eterna Cidade Verde, serão resgatadas na série de audiodrama “O Ouro de Cuiabá” que será disponibilizado nas plataformas de streaming Spotify e Deezer a partir da próxima sexta- feira (08).
Para marcar o lançamento do produto, uma live entre Suelme Fernandes e Laura Meireles será realizada no Instagram no dia do aniversário de Cuiabá (08), às 19h. No bate-papo entre o proponente do projeto e a jornalista, os espectadores poderão interagir com a dupla e saber um pouco mais da história da capital. Ao todo, da pesquisa à execução total do projeto, seis meses foram necessários para organizar os acontecimentos referentes ao século 18 e trazer para o público a gênese cuiabana. Para Suelme Fernandes, o processo foi um processo muito intenso. “Eu sou historiador por formação e um entusiasta nato da história do nosso estado, durante todo o processo de pesquisa, locução e trilha sonora eu fui sendo tomado por um sentimento muito prazeroso de poder compartilhar com o público sobre as nossas raízes. A primeira missa realizada no arraial, a mão-de-obra responsável pela extração do ouro, como esse metal era extraído, tudo foi feito para proporcionar uma imersão do ouvinte na Cuiabá dos anos de 1700. Disseminar e democratizar através da História Pública o acesso às informações fundamentais sobre a colonização de Cuiabá, destacando a participação de grupos étnico-raciais que formaram a sociedade cuiabana, é primordial. Somente através do conhecimento da História e da Cultura cuiabana haverá uma valorização do patrimônio histórico material e imaterial da capital ”, afirma.
Um dos principais objetivos do projeto é valorizar e ensinar as memórias e histórias reais e imaginárias sobre a colonização de Cuiabá, estimulando o hábito da leitura e o fortalecimento da identidade regional. Ensinar a Cultura e História Regional de Cuiabá através de podcast é uma ação inédita no país.
O gênero “audiodrama” se assemelha às radionovelas por ser uma performance dramatizada em áudio e distribuída em várias plataformas. O formato já conhecido dos brasileiros tem sido reformulado às novidades da era do streaming e, aos poucos, vem abrindo espaço na preferência do público. Por se tratar de um produto de áudio, a trilha sonora foi o recurso mais utilizado para envolver os ouvintes na história da capital. Canções oficiais como o hino de Cuiabá e Mato Grosso, efeitos sonoros e pagode de viola foram usados para trazer mais proximidade e transportar o público para o contexto histórico narrado.
“Eu tive o prazer de ouvir o audiodrama e fiquei encantada. Sou cuiabana e apaixonada por esta cidade que acolheu tão bem os meus familiares. Muitas informações que estão na série não são amplamente divulgadas nas aulas de História de Mato Grosso, e esse projeto vem também com esse objetivo, compartilhar mais conhecimento numa linguagem e formato acessíveis. É um material que pode ser utilizado em escolas públicas e privadas e deve ser incorporado à lista de materiais de apoio”, diz Laura.
A história e cultura de Cuiabá são contadas em seis episódios e outras lendas do imaginário cuiabano também são apresentadas ao público. O projeto que foi contemplado pelo edital da Lei Aldir Blanc, da secretaria municipal de Cultura da capital.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos