Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Salesiano Santo Antônio

Salesiano Santo Antônio
Rua Alexandre de Barros, 387, Chácara dos Pinheiros Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

domingo, 17 de abril de 2022

VIROSES INFANTIS: Cresce número de crianças doentes com chegada do frio

Hospital Santa Rosa registrou aumento de mais de 200% no pronto atendimento infantil. Saiba como proteger seu filho na temporada de viroses. De janeiro até março deste ano, o movimento no pronto atendimento infantil do Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, aumentou mais de 200%. Foram atendidos 5.121 casos no primeiro trimestre de 2022. Apenas em março, foram realizados cerca de 2,3 mil atendimentos, quase o dobro da média mensal. De acordo com a coordenadora da linha materno-infantil do Santa Rosa, Paula Bumlai, alguns fatores influenciaram nesse crescimento. "Com o retorno das atividades sociais e a volta das aulas presenciais nas escolas, há maior circulação de pessoas e também de vírus e bactérias, o que amplia o risco de contaminação dos pequenos", explica. Além disso, com a pandemia houve uma queda abrupta no movimento no pronto atendimento infantil. "O isolamento social manteve as famílias em casa e proporcionalmente as crianças foram menos contaminadas pela Covid-19, adoecendo menos que os adultos”, contextualiza Paula.
Além disso, nesta época do ano tradicionalmente há aumento nos pacientes pediátricos. “Historicamente, temos um número maior de consultas e internações de março a junho, pois são meses mais frescos e com maior circulação de vírus respiratórios”, afirma o coordenador do pronto atendimento infantil do Hospital Santa Rosa, Douglas Magalhães.
O pediatra explica que neste período aumenta a presença de vírus causadores de doenças respiratórias, como o vírus sincicial respiratório (VSR) e o influenza. “A baixa temperatura diminui a proteção natural das vias respiratórias das crianças. Além disso, ambientes fechados e sem ventilação aumentam as chances de contágio”, ressalta Douglas.
Casos mais comuns e tratamento
Entre as principais doenças de inverno estão gripe, bronquite, bronquiolite (inflamação nos bronquíolos), otites (infecções no ouvido), laringite e pneumonia. Douglas esclarece que o mesmo vírus pode se manifestar de diferentes formas nos pacientes. “Os sintomas mais comuns são tosse seca ou com secreção, coriza, congestão nasal e febre. Dependendo da criança, o padrão respiratório pode ser alterado e surgir falta de ar, deixando-a mais ofegante”.
Sobre a febre, o pediatra reforça que a correta aferição deve ser feita com termômetro digital, na axila, e começa em 37,8ºC.
Na maioria dos casos, o tratamento inclui o uso de remédios antitérmicos, lavagem nasal, hidratação, inalação com soro para umidificar a via área e alimentação balanceada. “No caso de crianças com algum histórico de doenças pré-existentes, como asma, ou que façam uso de medicamentos rotineiros, o acompanhamento da doença é importante. Senão, pode evoluir para quadros que necessitem de internamento. As viroses também são porta de entrada para outras doenças bacterianas”, explica o médico.
Prevenção
O pediatra do Santa Rosa recomenda alguns cuidados básicos para ajudar na proteção das crianças contra as viroses:
• Manter ambientes ventilados;
• Ingerir líquidos;
• Alimentar-se de forma balanceada e diversificada;
• Evitar aglomerações;
• Usar máscara (quem estiver com sintomas);
• Vacinar contra a gripe.
Douglas Magalhães lembra que crianças menores de dois anos não devem usar máscara, mesmo com tosse.
Pronto atendimento Infantil
No Hospital Santa Rosa, o pronto atendimento infantil funciona 24 horas, de segunda a segunda. Existe uma equipe médica com pediatras, recepção separada, além de estrutura de internação hospitalar com 13 leitos de UTI e apartamentos em setores específicos do hospital.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos