Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Baronês Cuiabá

Baronês Cuiabá
O cardápio mais nobre de Cuiabá.

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, Cuiabá, 78005-906

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso

Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso
Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, Ed. Marechal Rondon

segunda-feira, 23 de maio de 2022

Sindimed-MT protesta contra vínculos precários

O Sindicato dos Médicos de Mato Grosso - Sindimed-MT - após visitar UPAS e Policlínicas pode constatar os inúmeros “furos” nas escalas de plantões, as más condições de trabalho e pode ver de perto o sofrimento da população que não consegue o atendimento que é de responsabilidade da gestão pública municipal. Diante dessa situação caótica, a Diretoria do Sindimed resolveu protestar contra os vínculos precários impostos aos profissionais de saúde, oferecendo consultas gratuitas de médicos voluntários.
Esse atendimento-protesto acontecerá nesta segunda-feira (23) no estacionamento de visitantes do Condomínio Morada do Parque, no bairro Morada do Ouro, a partir das 8h.
“Escolhemos o local próximo a UPA Morada do Ouro que é onde se concentra a busca de atendimentos pela população. A ideia é poder dar o atendimento de consulta e caso o paciente precise ser encaminhado para a UPA o local já está perto”, explica Adeildo Lucena, presidente do Sindimed-MT.
O Sindicato quer com esse manifesto fazer com o que a Prefeitura publique o Edital do Concurso Público a fim sanar a falta de profissionais de saúde nas unidades públicas para que assim a população receba de fato um atendimento humanizado com escalas completas de médicos motivados e com estabilidade. Além de sensibilizar a Secretaria de Saúde do município para a compra de insumos e medicamentos que atendam a necessidade da população, exames complementares em tempo hábil e especialistas em número suficiente para que os pacientes possam ser devidamente tratados quando buscar atendimento na rede pública do SUS.
“A realização do concurso público garantirá a continuidade do trabalho médico, o que reverte em muitos benefícios para a população, além de também garantir a tranquilidade necessária para o profissional de saúde poder exercer a sua profissão com o mínimo de dignidade. Hoje, com a “pejotização” dos trabalhos finalísticos, os profissionais de saúde não têm direito a nada, nem décimo terceiro, férias, e sequer licença maternidade. Precisamos mudar essa situação. O Sindicato não vai se omitir diante desse caos”, completa Adeildo.
No protesto de segunda serão oferecidos atendimentos de pediatria e clínica geral.
Assessoria/Caminho Político
@caminhopolitico @cpweb
www.caminhopolitico.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos